Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!

Criador do tópico

T-Love

Veterano - nível 8

#919178 Off topic:
Fala, galera. Tudo beleza? T-Love por aqui. Hoje estou trazendo o segundo artigo da série “Por que você não evolui?”. Para quem não leu o primeiro artigo, vou deixar o link abaixo.

(Série – Por que você não evolui?) Foco e Atenção Pt.1

É importante ter lido o primeiro artigo, pois nele está a base do que continuarei explicando hoje. O artigo ficou um pouco longo, porém bastante proveitoso para quem lê-lo até o final.
Sem mais delongas, vamos começar.



No último artigo......falamos sobre as definições de foco e atenção seletiva. Vimos que:

Foco - É o resultado da atenção aplicada a determinado objetivo.
Atenção Seletiva - Permite que foquemos em um alvo e ignoremos todo o resto.


E antes de colocar como aplicar esses conceitos, quero trazer mais outros dois que são de grande importância: o Sistema Ascendente e o Sistema Descendente.

Sistemas Ascendente e DescendenteO Sistema Ascendente é o sistema que “trabalha constantemente, funcionando silenciosamente para resolver nossos problemas, nos surpreendendo com uma solução repentina para raciocínios complexos”.
Por essa definição, trazida por Daniel Goleman, podemos perceber que o sistema ascendente é aquele que busca soluções para nossos problemas fora dos limítes da nossa consciência, durante 24 horas por dia, e manda para a nossa consciência somente o resultado daquilo que ele obteve. Podemos ver isso de forma bem clara quando ficamos horas ou até dias tentando encontrar uma solução para um problema e não conseguimos nada. De repente, enquanto estamos fazendo algo que não tem qualquer ligação com esse problema que buscamos solucionar, surge um insight e resposta que estávamos buscando aparece “do nada”. É também o sistema que age por meio de impulsos e emoções.

O Sistema Descendente “analisa o que está em nosso campo de percepção antes de nos deixar saber o que selecionou como relevante para nós”. Esse é o sistema que age por meio de nosso consciente, ou seja, temos certo controle sobre ele, conscientemente. Durante a leitura desse texto, há uma voz em sua cabeça que acompanha essas palavras. Estou certo? Esse é o seu Sistema Descendente em ação.

Esses dois sistemas são semi-independentes, ou seja, um consegue exercer um controle parcial sobre o outro. A divagação da mente(explicada na primeira parte desse artigo) é um exemplo do controle parcial do Sistema Ascendente sobre o Descendente. Já quando você “produz” essa voz mental que fala em sua cabeça a medida que lê esse texto, é seu Sistema Descendente quem está no comando.

Bom, vamos entender agora como tudo isso que expliquei na parte 1 e no início dessa parte 2 funciona na prática e como pode usar esses conceitos para melhorar seu desempenho não só na sedução, mas também em qualquer área da sua vida que desejar.

Dentro do campo da sedução, vamos começar por aquele que é um grande terror de quem está bem no começo, naqueles primeiros infields: a Ansiedade(ou Anseio, para quem preferir) de Aproximação (a famosa AA).

Unindo os conceitos e a práticaJá percebeu que as vezes você está fazendo alguma coisa e, de repente, você olha para o lado e vê uma mulher que te atraia? Para quem não está habituado a fazer abordagens, só de pensar em ir falar com essa mulher já seria fonte de um medo bastante incômodo. Te garanto que, tanto os novatos quanto os experientes sentem esse mesmo medo(ou frio na barriga). A diferença está na capacidade de transpor esse medo. Os experientes desenvolveram a habilidade de, por meio de seu Sistema Descendente, exercer controle sobre o Sistema Ascendente e neutralizar esse medo pré-interação. Não é uma habilidade fácil, porém se você treiná-la, será bastante beneficiado em suas futuras interações.

Como funciona esse controle emocional na prática?
Você avistou uma mulher que te atraiu e pensou em abordá-la. Nesse momento, bate aquele medo interno(ou só um frio na barriga) que te paralisa e, quase que em sequência, começam a surgir as desculpas em sua cabeça, trazendo à tona FALSOS motivos pelos quais você não deve abordá-la(ela não deve gostar de caras baixos/altos/gordinhos/magros/morenos; ou eu estou mal vestido...e por aí vai). Uma pessoa que não está treinada para transpor essas barreiras, irá aceitar essas desculpas e não irá abordar a mulher. Já um PUA mais experiente, assim que essas desculpas começarem a surgir, irá tentar calar essa voz mental que está criando os motivos para não abordar, pensará algo do tipo “Por que estou achando que ela não deve gostar de um cara como eu? Nem conheço ela. Vou até lá e saber o que ela curte”. Em seguida, cala novamente as vozes em sua cabeça e caminha até ela, com um único objetivo: conversar com aquela mulher e ver se ela é realmente tudo aquilo que você imaginou. Todo esse processo até você abordar a mulher dura, em média, de 2 a 8 segundos.

Usando os conceitos aprendidos para explicar o que acontece com os PUAs experientes na prática
Quando avista uma mulher que te atraia, seu INSTINTO DE REPRODUÇÃO faz com que que seu Sistema Ascendente direcione sua Atenção Seletiva para essa mulher. Em seguida, esse mesmo Sistema Ascendente aciona o seu INSTINTO DE SOBREVIVÊNCIA, enviando mensagens(aquelas desculpinhas) para seu Sistema Descendente; desviando, também, sua Atenção Seletiva que estava na mulher para essas desculpas mentais. Nesse momento, os PUAs experientes calam essas desculpas por meio de seu Sistema Descendente e começam a desviar sua Atenção Seletiva para os benefícios de interagir com aquela mulher (o que podem aprender com ela, que experiências podem ter com ela...). Logo depois, usam esse mesmo Sistema Descendente para tomar a decisão de abordá-la, caminham até a mulher escolhida e falam com ela.

Sei que para quem nunca foi para campo realizar abordagens isso parece um pouco surreal. Nesse caso, tente lembrar da última vez em que você precisou pedir alguma informação na rua. Em que você estava pensando momentos antes de abordar a pessoa para quem pediu a informação? Estava pensando em como ela poderia olhar para a sua cara e virar o rosto? Estava pensando em como ela poderia ser rude com você? Ou simplesmente estava com a antenção voltada para a informação que você queria obter?

Exercício: Da próxima vez que ver alguma mulher que te interesse, tente realizar conscientemente esse mesmo processo que os PUAs mais experientes, citado acima. Talvez seja bem difícil das primeiras vezes, mas se persistir nesse exercício, tenho certeza que terá sucesso. Depois volte aqui e diga como foi.

Bom, galera. Essa foi a segunda parte desse artigo. Ficou bem maior que a primeira, mas acredito que tem muito a oferecer para quem chegou até aqui. Trarei ainda uma parte 3, na qual eu falarei somente sobre mais aplicações desses conceitos para seu desenvolvimento pessoal, em especial na área da sedução.

Deixem seus comentários aí, galera. Digam se gostaram do artigo, se acharam ruim, o que eu poderia mudar, se acharam muito extenso, sé a leitura está agradável, se o conteúdo está sendo útil; enfim, quero saber a real opinião de vocês. Isso me ajudará a saber como formatar meus próximos artigos. E para encerrar...

“O seu foco é a sua realidade.” - Mestre Yoda

Abração,
T-Love

ANÚNCIOS

jogadorplayer

Aprendiz

#920856 Valeu T-Love.
Por esta segunda parte do artigo a cada explicação que você nos concede, nos ajuda a entender melhor esse conceitos que você está apresentando pra gente e é uma ótima ajuda.
Gostei Muito do Artigo VLW TMJ.

Criador do tópico

T-Love

Veterano - nível 8

#920955 E aí, jogadorplayer. Fico feliz em passar adiante um pouco do que aprendi e venho aprendendo. O que mais me agrada é saber que pessoas como você e até mesmo o Raptor buscam uma amplitude maior para chegarem ao sucesso na sedução e na vida(que ao meu ver são uma coisa só).

Obrigado por acompanhar a série.

Abraços,
T-Love
clintao

Veterano - nível 7

#921707 concordo, a abordagem é complexo até para puas experientes, afinal tem dia que a coisa não está muito legal e seu inner nao ta bacana

no mais, vc nao pode pensar muito se vc se sentiu atraido nao pense só haja, chega la e conversa naturalmente claro kk

se vc começar a pensar muito noq vai falar e tal sempre da merda
Avatar pua
Luciano Santos 23

Aprendiz

#921745 É bom saber que é normal sentir esse friozinho na barriga e que até os PUAs mais experientes também sentem.Com a experiência em campo a cada dia haverá uma evolução e principalmente nas quedas sempre conseguiremos tirar uma lição daquilo.
Ótimo artigo de fácil compreensão parabéns!

Criador do tópico

T-Love

Veterano - nível 8

#921774 Fala, Luciano Santos 23. Tudo certinho? Pois é, foi uma coisa que também me impressionou quando eu descobri!! Achei que os maiores PUAS da comunidade não passavam por isso, mas como um amigo meu disse: "São todos seres humanos. Não é uma questão de ser melhor ou pior".

É importante ter essa ideia de aprendizado constante que você mencionou. Amanhã estarei postando mais um artigo da série que trará um pouco sobre isso. Obrigado pelo feedback.

Abraços,
T-Love

Criador do tópico

T-Love

Veterano - nível 8

#921775 Fala, clintao. Tudo blz? Concordo com você. Existem coisas que não precisamos racionalizar tanto e planejar como iremos executar. Abordar mulheres e conhecê-las é uma delas. Fazer sexo é outra. Imagine se as pessoas começassem a ficar pensando muito no que fazer ou não fazer na cama com uma mulher. Ia ser muito ruim, não acha? Hahaha

Obrigado pelo feedback.

Abração,
T-Love
Avatar pua
Sytri - MEMBRO EXCLUSIVO
#921778 Excelente post! eu sou meio controverso, mesmo sendo muito introvertido nunca deixei essa tal de AA me impedir, um amigo meu chegou a falar que eu era o cara mais corajoso que ele conhecia, pois nunca corri de um desafio, seja ir dar em cima de uma mulher ou viajar pra outro estado sem destino de um dia para o outro, mas como qualquer outro eu também sinto aquele frio na barriga, aquela corrente elétrica que passa pelo corpo, quase paralisante. e para mim a melhor forma de lidar com essas sensações é se HABITUANDO com elas.

Sentir elas sempre cada dia, mais e mais, quase como se estivesse viciado, nunca consigui afastar esses sentimentos, mas aprendi a conviver com eles.


Bem, precisa destruir um mundo para começar a viver.

Criador do tópico

T-Love

Veterano - nível 8

#921907 Grande Sytri. Tudo blz? Bem legal você trazer à tona suas experiências. Isso serve de exemplo para aqueles que ainda tem medo de ir em busca de seus objetivos, seja abordar uma mulher, seja outra coisa.

Gostei bastante por você ter citado aquele que será o tema do(s) último(s) artigo(s) da série Por Que Você Não Evolui?: Hábitos. Eles são, sem sombra de dúvidas, o que nos levam aos níveis superiores do desenvolvimento pessoal. Obrigado pelo feedback.

Abraços,
T-Love