Relatos pessoais, artigos, textos e vídeos para motivar qualquer um.
Avatar pua

Criador do tópico

Audax

Veterano - nível 6

#681772 É na ação que se realiza a obra transformadora de um fim. No entanto, como ter ânimo, entusiásmo para desenvolver essa força motora capaz de conduzí-lo a um objetivo?

Alguns dizem que seria provar para alguém ou aqueles que duvidaram de você.... outros, pensar no objetivo compensador que conseguirá findo o processo. No entanto, comigo, essas proposituras nunca funcionaram. Provar algo a alguém nunca me animou no desempenho de determinada tarefa, nem mesmo pensar na recompensa de que advirá do seu trabalho, estudo, etc.... . Naturalmente o fim almeijado, o objetivo, é desejável, mas o desempenho para esse fim não desperta o ânimo. E é justamente esse elemento, "ânimo", o essencial para a consecução de determinados fins.

Ultimamente, me encontrava desanimado, precisando estudar.... existe aí a "necessidade", mas não o "ânimo", são coisas distintas. E passei a refletir no que me motivava na realização de algo. A resposta de pronto é simples.... fazer algo que se goste. Infelizmente, a necessidade nos impele desempenharmos certas tarefas que não gostamos. Então, oque torna animador o desempenho de determinadas tarefas?

Ao escrever essas breves linhas, estava batendo um racha com uns amigos, no qual ultimanente temos jogado todas as quartas, isso já há alguns meses. Desde que começou esse racha as quartas, tenho me "programado" correr pela manhã afim de melhorar meu desempenho físico, e consequentemente melhorar meu futebol. E desde então tenho protelado..... oque me pois novamente a refletir dessa falta de ânimo.

Me veio a mente uma analogia com a musculação, então me veio a tona que na musculação oque me dar ânimo é superar a mim mesmo, quando consigo aumentar o peso do exercício que executo, a realização desse feito se torna algo gratificante. Não é propriamente o resultado de ter o corpo esbelto, naturalmente, ter ao final um corpo esbelto é um desejo recompensador, mas na rotina do dia-dia não, oque realmente motiva é um recompensa mais imediata a superação dos limites. Essa superação tanto aumenta a confiança em si como regojiza o ego. A ponto mesmo de dar uma certa ansiedade para próxima vez aumentar ainda mais os pesos. Essa ansiedade é até benéfica porque ela ti foca no objetivo.

Essa sacada de superar a si, eu também visualizei na corrida. Correr não é bem algo que eu goste, exercicios de resistência não são muito prazerosos, embora findo a atividade com a descarga de endorfina proporcione um excelente estado de prazer. Mas novamente me veio a clarividência que oque me empolga é conseguir correr uma distancia maior em um menor tempo, sempre me superando. E justamente quando não conseguia, sobrevinha o desanimo.

De modo que traçei uma estratégia de seguir 2 pressupostos:

1. Sempre que iniciar algo novo, começar por algo que não exija muito esforço para ser vencido. A primeira luta deve ser simples. Se existe obstáculos, estes devem ser inicialmente fáceis de vencer e progressivamente superados. Pois, um objetivo conquistado facilita a conquista da confiança em si mesmo. Os obstáculos difíceis que cheguem depois são mais fáceis de serem vencidos com um pouco de confiança, ao contrário do princípio sem nenhuma confiança. É preciso uma prova para triunfar e não para fracassar.

2. Aperfeiçor uma tarefa até que se tenha uma grande habilidade nela. Pois assim, ao se criar deliberadamente um trabalho que consista numa bonita demonstração de habilidade se possa orgulhar, pois até então, a mesma tarefa havia sido feita grosseiramente e portanto não despertava maior orgulho no desempenho dela. Que a pessoa faça esse trabalho então, de maneira a se orgulhar da sua habilidade.

O ânimo esta diretamente ligado ao ego, e a superação de si mesmo e o consequente brilhantismo da atividade desempenhada influirão determinantemente para incendiar seu ânimo aumentando sua confiança e seu orgulho criando assim o gosto pela consecução da atividade.

ANÚNCIOS