Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
saltamontes

#835456 O tema é polêmico.

Tenho certeza que nem todos vão concordar. Porém, aos que concordarem e agradecerem, meu obrigado de antemão. Aos que não concordarem, espero suas críticas construtivas, será benéfico para todos, creio eu! Para começar, gostaria de apresentar um princípio psicológico: os seres humanos foram dividos por Carl Jung, "sucessor" de Freud em dois tipos: introspectivos e extrovertidos. Se você é um dos primeiros, se encaixa neste tópico. Se não é, provavelmente não se encaixará em minha teoria e tampouco no tópico.

Explico: a teoria parte do princípio - emprestado da economia - que os recursos são escassos; Assim, temos que utilizá-los de modo mais eficiente e racional o possível. Não há recurso mais escasso para uma pessoa introspectiva do que o que chamo de "energia social". A energia social é uma grandeza mensurável - de modo análogo à barrinha de especial do Street Fighter, sabem? - que é utilizada nas atividades sociais do dia-a-dia. Pois bem. Com efeito, essa grandeza pode ter seu valor maior ou menor de acordo com as interações sociais que você realiza num dia. Caso elas sejam positivas, o valor aumenta. Caso sejam negativas, o valor diminui.

Um KC aumenta a energia social. Um fora, diminui - e não adianta dizerem que não temos que nos preocupar com isso, de fato diminui. O ser humano trabalha com a rejeição de modo bem complexo, haja vista que é a primeira emoção negativa que sentimos na vida - a expulsão da maior zona de conforto de nossas passagens pela Terra, o útero materno. Por conseguinte, a emoção negativa mais difícil de lidar acaba justamente por ser a rejeição - junto da preocupação acabam por ser duas das grandes causas de depressão e outras doenças impulsionadas pela desregulagem do sistema emocional.

A qual conclusão chegamos então? Simples. Se a energia social é um recurso escasso, temos de usá-las de modo o mais eficiente possível - visto que uma consequência negativa afeta diretamente a quantidade de recursos que teremos para conseguir uma consequência positiva futuramente. A eficiência é medida da seguinte forma:

Menor uso de energia social com máximo de consequência positiva da atividade social.


Tal fórmula opera de modo exponencial. Havendo mais energia social existem mais recursos que podem ser utilizados na obtenção de consequências sociais e emocionais positivas. A obtenção destas aumenta esse estoque e assim sucessivamente. De modo inverso, muitas consequências sociais negativas podem desembocar em níveis baixos de energia social - e por conseguinte acaba havendo uma situação difícil de sair, dado que são grandezas diretamente conectadas e dependentes. É um ciclo - que pode ser virtuoso ou vicioso.

Para haver maior eficiência nas interações sociais, portanto, o PUA deve focar nessa fórmula. Um exemplo de mau uso - ao meu ver - de energia social: jogo por telefone ou sms game. É sabido que sem a possibilidade de kino ou olhares - ou mesmo a necessidade de uma resposta imediata que impede a HB de acionar o sistema racional, utilizando-se apenas de princípios emocionais para sobrevivência e reprodução - o PUA tem de usar mais energia no conteúdo do que está falando. Maior energia gasta no sms game ou no jogo por telefone em comparação ao que aconteceria com um jogo "presencial" é menos eficiente. Logo, é mais arriscado e desaconselhado.

Enfim, acredito que tenha ficado muito técnico. Porém, também acredito que pode ajudar alguns. Como disse em minha introdução, sou uma máquina em todos os aspectos - positivos e negativos - e acredito que tudo que existe no mundo pode ser analisado; e, por conseguinte, melhorado.

Cheers;

There Is No Fate But What We Make For Ourselves.

ANÚNCIOS

wolfox33 - MEMBRO EXCLUSIVO
#835716 Seguindo a tua linha, a energia social é escassa porém não limitada, se tratarmos como uma moeda podemos pensar em como sermos abundantes em energia social.

Estou testando a técnica do tyler, de perceber qual é a moeda do ambiente (nesse caso moeda é o recurso que as pessoas estão procurando e é facilmente reconhecido e aceito) pode ser diversão. Então perceber essa energia da diversão e absorver como se vc fosse uma esponja. e se vc passa a se divertir muito vc é o detentor dos recursos com o maior valor do ambiente, "o cara rico da balada".

Estou tendo bons resultados
apreendi nesse vídeo