Aqui é a caixa de pandora das dúvidas antigas ou resolvidas.
Imagem
Lembre-se de agradecer se alguém realmente te ajudou. Membros que não agradecem são INSTRUÍDOS a não ajudarem mais o membro.
Avatar pua

Criador do tópico

OPastor - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060666 Eu boto fé demais! Eu tenho um valor social bizarro e ela admira isso, minha ex sogra ainda me trata como sogra, as amigas/amigos dela conversam diariamente comigo, as coisas não mudaram muito, frequentamos a mesma casa espírita, participamos da mocidade de lá, lá eu fiz mais amigos que ela e lidero sempre! Ela gosta disso, tanto é que no seminário que fomos, ela ficou o tempo todo do meu lado, não deixando ninguém se aproximar! Eu não sou o cachorrinho que se arrasta, porém, a depressão dela me fez ir com mais calma, entende? Antes era eu que liderava e ela ficou meio triste com coisas da vida dela, a culpa me mudou. Deixei ela ir liderando com mais calma, mas passei a participar mais da vida dela que ela da minha. Concordo com vocês que falta eu ser "homem da relação", pois no sábado ela me abraçou e chorou na minha frente, eu não fiquei choramingando, fui frio, abracei, fiz carinho e ela me beijou, no carro dela eu mudei para C&F, fiz piadas, roubei beijos, divertimos, ela ficou feliz, guiei ela o tempo todo, até onde fomos comer, no final ela dizia que não queria que só eu tivesse vontade de beija-la, queria ter a mesma vontade que eu comigo, eu disse que entendia sem perder o humor, acabou que.. ela me deu um puta beijo apaixonado! O que falta mesmo é isso que vocês disseram, o esforço, ela me ajudou no TCC por exemplo, diariamente me pergunta sobre! Voltei a malhar, fazer boxe, to focado na faculdade (faltam duas matérias) e no trabalho (recebo razoavelmente bem, mesmo não estando formado..), quitei algumas dividas, to comprando um carro novo, engraçado que tudo isso aconteceu na mesma hora! O que vocês citaram é realmente real, sabe? Porque mesmo terminados, ela vem, segura meu braço, nos ambientes que frequentamos juntos ela segura minha mão e faz carinho.. (isso quando eu não questiono o porque da decisão), é só tocar no assunto que ela fica fria, pois anteriormente isso gerava brigas.

ANÚNCIOS

Avatar pua
The Potents - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060671 Bem, acho que fizemos um bom brainstorm aqui, conseguindo identificar os problemas e vislumbrando soluções.

Agora é ir calibrando a cada vez que se encontrarem, até que as coisas se ajeitem conforme você deseja. :ae
Avatar pua

Criador do tópico

OPastor - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060673 Muito obrigado, The Potents e CIA! Vocês não sabem como aliviam a cabeça de um homem recem terminado, são várias coisas que entram na mente.. "Será que tem outro? Será que eu fui grosso demais? Será que ela perdeu atração?" Aqui tudo isso é explicado e nos alivia!

Sou grato mesmo! Retornarei com o desfecho dessa história que já tem alguns capítulos.
Avatar pua
alanluciorodrigues

Veterano - nível 6

#1060682 Mesmo com o terminio do relacionamento, vocês ainda manteve contato, ela gosta de você, sobre a depressão, ela fez tratamento, ou ainda faz, por que depressão e coisa seria, e sempre tem suas recaida, nem sempre ela vai esta em um dia bom, por isso pode esta fazendo isso, parecendo ser um jogo, manipulação, não acredito nisso, conversa com isso sobre como ela se sente, só quem passou por depressão, ou alguém que teve alguém próximo sabe como é, se você acredita valer a pena você tem que suportar, vê até onde vai, mais se ela tiver bem, e não faz por onde como você disse, ai e com você.
Avatar pua
Fellipe Andreas

Veterano - nível 8

#1060693
OPastor escreveu:Voltei a malhar, fazer boxe, to focado na faculdade (faltam duas matérias) e no trabalho (recebo razoavelmente bem, mesmo não estando formado..), quitei algumas dividas, to comprando um carro novo, engraçado que tudo isso aconteceu na mesma hora!


Perfeito mano.

Uma coisa que minha colega falou e que agora é o momento para citar é a depressão da sua mulher. Pelo seu relato não parece que ela tem depressão, muito pelo contrário ao meu ver. Minha colega insistiu um pouco com o assunto da depressão então vou te dar uma dica:
Caso você perceba diminuição muito grande na energia dela, no interesse pelas coisas ou apatia severa, quer persista por pelo menos uma semana, tente convencer ela a frequentar um psicólogo. O prazo de uma semana é importante, tem q persistir por esse tempo apesar das pessoas tentando ajudar ela pois isso caracteriza como um episódio de crise de depressão.

Caso não seja persistente pode ficar tranquilo pois ai é so um mal estar momentâneo, ai vc tem q conversar com ela para descobrir o que está acontecendo. Caso ela não queira falar NÃO INSISTA, apenas abrace elae cuide dela por uns minutos (se você conseguir ficar calado por esse tempo é até melhor), não volte a tocar no assunto a não ser que ela dê uma boa abertura.
kbza - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060711 Cara, na minha opinião, é bem básico o seu problema: "Você provavelmente estava sendo inatingível". Todo tipo de relação é uma via de mão dupla: influenciador e influenciado se confundem. Pelo que você fala, até ela mudar de comportamento, vocês tinham personagens fixos (ou quase isso), e ela não conseguia exerce poder algum sobre ti.

Você disse ser o mais destacado: o que exercia influência. Talvez não deixasse te influenciarem tão facilmente. Isso, com o tempo, leva a outra pessoa a "pegar mais pesado". Todo mundo gosta de ter alguma influência sobre a outra pessoa (inclusive, o PUA se baseia nisso: mostrar a garota uma oportunidade de te influenciar). Apesar de ser um fundamento, ele é algo implícito na comunidade, e nenhum "livro" PUA vai te mostrar isso (pouca gente sequer se apercebe desse fato). Mas é o ponto onde normalmente as relações se rompem, muitas vezes com recentimentos não verbalizados (e às vezes nem a "vítima" sabe dizer qual o motivo do ressentimento).

Além disso, você disse que ela é mimada, então ela provavelmente não tem uma preocupação muito grande com os sentimentos dos outros, nem sofre tanto a ponto de fazer reflexões sobre o mundo, o que significa que não irá levar tanto em conta o que você sente, como levará o que ela consegue de ti (pessoas mimadas são acostumadas justamente a influenciar/manipular os outros por seus próprios interesses). Isso potencializa e muito o comportamento manipulador. Tem gente que até doença inventa pra ter influência sobre os demais. É bom ficar atento.

Olhando as atitudes dela, fica bem clara a intenção de te afastar, para que a procure, para que sinta sua falta, para que deixe que ela exercer influência sobre ti. E ela tem êxito: você procura, diz que sente falta, demonstra instabilidade emocional. Ela, ao invés de demonstrar preocupação, está sentindo prazer com isso ("Nossa, hoje você está de luto kkk"). Só quando você parece estar desistindo (dando gelo, por exemplo), é que ela volta a ser carinhosa e dá o que você procura. Ou seja, as atitudes que tu espera dela, ela só entrega para te manter por perto, e continuar exercendo poder sobre a tua pessoa.

No seu lugar, eu procuraria outra pessoa pra me relacionar: as coisas que vejo como mais importantes pra uma relação hoje em dia são estabilidade emocional e alto grau de desenvolvimento moral, coisas que ela parece não ter ainda. Mas, como tenho quase certeza de que não é isso que você deseja, então aqui vai a minha dica: seja claro com ela sobre os efeitos do comportamento, diga que não irá mais passar por isso, e que, se ela quiser algo sério contigo, que te procure sem tanto cu doce. Depois, siga sua vida depois e não a procure mais. Só volte com ela, se ELA TE PROCURAR, e se ELA FOR HONESTA contigo. Ninguém precisa ficar passando por dramas à toa.

É bom deixar claro que, caso você volte com ela, é preciso dar espaço pra que ela exerça alguma forma de influencia (ela não precisa necessariamente mandar em ti, mas precisa sentir que as vontades e necessidades dela são consideradas). Do contrário, ou ela voltará a "pegar pesado"...

Abraço
Avatar pua

Criador do tópico

OPastor - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060720
Fellipe Andreas escreveu:
OPastor escreveu:Voltei a malhar, fazer boxe, to focado na faculdade (faltam duas matérias) e no trabalho (recebo razoavelmente bem, mesmo não estando formado..), quitei algumas dividas, to comprando um carro novo, engraçado que tudo isso aconteceu na mesma hora!


Perfeito mano.

Uma coisa que minha colega falou e que agora é o momento para citar é a depressão da sua mulher. Pelo seu relato não parece que ela tem depressão, muito pelo contrário ao meu ver. Minha colega insistiu um pouco com o assunto da depressão então vou te dar uma dica:
Caso você perceba diminuição muito grande na energia dela, no interesse pelas coisas ou apatia severa, quer persista por pelo menos uma semana, tente convencer ela a frequentar um psicólogo. O prazo de uma semana é importante, tem q persistir por esse tempo apesar das pessoas tentando ajudar ela pois isso caracteriza como um episódio de crise de depressão.

Caso não seja persistente pode ficar tranquilo pois ai é so um mal estar momentâneo, ai vc tem q conversar com ela para descobrir o que está acontecendo. Caso ela não queira falar NÃO INSISTA, apenas abrace elae cuide dela por uns minutos (se você conseguir ficar calado por esse tempo é até melhor), não volte a tocar no assunto a não ser que ela dê uma boa abertura.


A depressão dela foi diagnosticada por psiquiatra e psicólogo. Ela começou a ficar muito mal, de fato. Eu comecei a notar e a perceber. Foda que eu era como vocês diziam, intocável! Tive um relacionamento de 5 anos onde eu era intocável até ter cancêr e cair no limbo emocional, a mulher que dizia que me "amava" saiu fora falando "não aguento namorar um doente".. desde então eu fiquei meio seco quanto à relacionamentos, porém com essa atual eu comecei a ser mais carinhoso, mais sensível. O que ela cobra até hoje é justamente cumplicidade, pois, eu estava cheio de problemas e não compartilhei, aí ela achou que ela estava causando esses problemas. Ela vê tudo com um olhar "espiritiual", ela é justa, sincera, porém, acho que ela leva 100% ao pé da letra a religião como fonte de "salvação". A mãe dela é solteira, engravidou de um cara que dizia ama-la e quando o velho soube que ela estava grávida, saiu fora! Ele e a filha não se batem, só que a história de vida dele é igual a minha, adotivos, "desapegados", fala que quando minhas expectativas não são realizadas eu fico chateado igual o velho, etc (isso é o que elas contam, mãe e filha..).. só que eu sou eu e ele é ele, eu não abandonei ela nas dificuldades. Ela acha que isso é um Karma ou coisa assim, e tem receio que eu vire o velho no futuro. Mas caras.. sinceramente? Eu sou da paz, porém, muito impulsivo.
Avatar pua

Criador do tópico

OPastor - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060721
kbza escreveu:Cara, na minha opinião, é bem básico o seu problema: "Você provavelmente estava sendo inatingível". Todo tipo de relação é uma via de mão dupla: influenciador e influenciado se confundem. Pelo que você fala, até ela mudar de comportamento, vocês tinham personagens fixos (ou quase isso), e ela não conseguia exerce poder algum sobre ti.

Você disse ser o mais destacado: o que exercia influência. Talvez não deixasse te influenciarem tão facilmente. Isso, com o tempo, leva a outra pessoa a "pegar mais pesado". Todo mundo gosta de ter alguma influência sobre a outra pessoa (inclusive, o PUA se baseia nisso: mostrar a garota uma oportunidade de te influenciar). Apesar de ser um fundamento, ele é algo implícito na comunidade, e nenhum "livro" PUA vai te mostrar isso (pouca gente sequer se apercebe desse fato). Mas é o ponto onde normalmente as relações se rompem, muitas vezes com recentimentos não verbalizados (e às vezes nem a "vítima" sabe dizer qual o motivo do ressentimento).

Além disso, você disse que ela é mimada, então ela provavelmente não tem uma preocupação muito grande com os sentimentos dos outros, nem sofre tanto a ponto de fazer reflexões sobre o mundo, o que significa que não irá levar tanto em conta o que você sente, como levará o que ela consegue de ti (pessoas mimadas são acostumadas justamente a influenciar/manipular os outros por seus próprios interesses). Isso potencializa e muito o comportamento manipulador. Tem gente que até doença inventa pra ter influência sobre os demais. É bom ficar atento.

Olhando as atitudes dela, fica bem clara a intenção de te afastar, para que a procure, para que sinta sua falta, para que deixe que ela exercer influência sobre ti. E ela tem êxito: você procura, diz que sente falta, demonstra instabilidade emocional. Ela, ao invés de demonstrar preocupação, está sentindo prazer com isso ("Nossa, hoje você está de luto kkk"). Só quando você parece estar desistindo (dando gelo, por exemplo), é que ela volta a ser carinhosa e dá o que você procura. Ou seja, as atitudes que tu espera dela, ela só entrega para te manter por perto, e continuar exercendo poder sobre a tua pessoa.

No seu lugar, eu procuraria outra pessoa pra me relacionar: as coisas que vejo como mais importantes pra uma relação hoje em dia são estabilidade emocional e alto grau de desenvolvimento moral, coisas que ela parece não ter ainda. Mas, como tenho quase certeza de que não é isso que você deseja, então aqui vai a minha dica: seja claro com ela sobre os efeitos do comportamento, diga que não irá mais passar por isso, e que, se ela quiser algo sério contigo, que te procure sem tanto cu doce. Depois, siga sua vida depois e não a procure mais. Só volte com ela, se ELA TE PROCURAR, e se ELA FOR HONESTA contigo. Ninguém precisa ficar passando por dramas à toa.

É bom deixar claro que, caso você volte com ela, é preciso dar espaço pra que ela exerça alguma forma de influencia (ela não precisa necessariamente mandar em ti, mas precisa sentir que as vontades e necessidades dela são consideradas). Do contrário, ou ela voltará a "pegar pesado"...

Abraço


Também acho. Passo por uma situação onde, sim, sou atraente.. ela morde o lábio, dá vários IOI's (IDI), porém, por ser inatingível eu me torno distante para o que ela quer como plano de vida. Quando sou mais "sensível" ela me dá atenção, me liga, brinca, ri, me marca em coisas do facebook. Aí eu penso "será que to virando só amigo?", quando questiono ela fica mais distante, seca, mal conversa, não se lembra. Agora.. quando eu canso e viro um poço de gelo (nunca brigo, simplesmente eu gelo), ela vem correndo desesperada. Hoje mesmo, adotei um filhote de gato, falei pra ela.. caras.. ela que ser a "mãe" do gato, quer cuidar comigo, me marca em tudo no facebook, tá perdendo o tempo do trabalho dela para olhar. Disse que quer ir lá em casa ver o bichano. Eu não perco meu tempo no trabalho para responde-la 24h, nos intervalos eu respondo, mas ela está super feliz! Adotamos um cachorro juntos meses atrás, uns 6 meses.. ela fala pra eu ir visita-lo, diz que o "papai" não quer saber mais do filhote. É um mix de emoções que ela passa.

O fato é.. ela disse pra eu não criar muitas expectativas, para melhorarmos, pois ela acha que estamos "obsediados" (quem é espírita sabe o que isso significa, quem não acredita eu peço que respeite), em outras palavras.. estamos mais apegados um ao outro que "amando". Disse que eu tenho que aproveitar as oportunidades (contextualizando no que conversamos: que ela se abre pra gente ter algo). O que entendi é.. ela quer ser a durona, tá sofrendo, mas como é sentimental, quer saber se eu quero ela só pq é uma "HB 10" (pq ela diz que detesta que os homens vissem ela assim), ou porque eu quero o bem dela e vice e versa e se sou um homem genuinamente bom.
Obs: Ela tem 21 anos e eu 27, não creio que tenha outra pessoa no role, pq ela ficou 2 anos de "luto" depois que terminou um namoro anterior que durou 10 meses quando tinha 17 anos. E nunca deu nenhum motivo pra desconfiança e vice versa.
Avatar pua
statham

Veterano - nível 10

#1060729
bigbagual escreveu:Essa ai se fosse homem seria um bom pua hahahahha
Ta te colocando na coleira. Muito jogadora, ainda usa a religião como artimanha pra te manipular. Pra mim é muito problema e não vale a pena. Mas se você acha que consegue aturar isso pra vida toda então continue, mas saiba que nunca vai parar.
Bigbagual sempre mandando bem!!

Galera tem algumas coisas que o ser humano já nasce sabendo, e TODAS as mulheres sabem manipular os homens, a gente precisa sempre estar atento! Usam religião, se vc tem coração bom, te faz ficar com dó, e o pior dos tipos as que trabalham com inversão de culpa, e deixa o cara se sentindo culpado por algo ruim (término ou qq outra coisa)...Como diz uma pessoa que conheço, temso que ficar "de oreia em pé" e não cair na delas, assumindo SEMPRE liderança na relação! É isso!

#statham
Avatar pua
The Potents - MEMBRO EXCLUSIVO
#1060734 Não creio que seja caso de obsessão, pois, como diria o saudoso Dr Reynaldo Leite, os obsessores já estavam reclamando no sindicato deles porque os encarnados estavam se auto-obsediando sozinhos, e que a "disputa" estava desleal.

Comparativamente, é como se outro cristão não-espírita colocasse toda a culpa no "inimigo". No fundo, em ambos os casos, vejo como uma maneira de colocar a responsabilidade fora de si. Dessa forma, como a culpa é do "oculto" e não minha, e portanto eu não tenho poder sobre isso, não preciso trabalhar para mudar, melhorar.

Isso não é privilégio apenas dos religiosos, mas de todas as pessoas em todas as situações em que arrumam uma desculpa fora de si para não mexerem em algo que possa lhes incomodar.

Voltando, agora com mais detalhes que você deu, parece-me que ela tem receio de você repetir o que o pai dela fez, independente das histórias parecerem iguais. Mas, de alguma forma, isso a está deixando com uma sensação de déjà-vu.

Por outro lado, você também tem motivos fortes para ter receio de se entregar, pelo que nos contou.

Refletindo agora, isso tudo me faz acreditar numa sinceridade entre as duas partes, mas ambos estão com excesso de zelo por estarem escaldados. Talvez cada um cedendo um pouco vocês consigam chegar num denominador comum.