Relatos pessoais, artigos, textos e vídeos para motivar qualquer um.

Criador do tópico

Viloucar27

Aprendiz

#818036 [font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][justify]" Gabriela acordou com os gritos da sua mãe pro café da manhã. Pegou chá com torradas e voltou pra cama. A garota não quis se sentar para ouvir o pai que esperava a família estar reunida pra contar sobre sua promoção no trabalho. Ela tinha dormido cedo depois de recusar o convite da prima para ir naquele show onde por acaso encontraria sua turma de faculdade que ela não vê desde que se formou há 3 anos. A garota sente falta daquele pessoal, mas nunca mais retornou as ligações e nem compareceu aos encontros anuais. Tomou um banho demorado e ficou com preguiça de ir à academia. Deixou assim de conhecer o estagiário que estaria lá naquela manhã, sujeito íntegro e bem afeiçoado que estava recém solteiro e precisando conhecer alguém. Poderia ter sido ela, mas Gabi preferiu ver aquele filme reprisado na TV e passou a manhã embaixo das cobertas postando fotos antigas no facebook. Nostalgia, lençol e lágrimas, trio quase inseparáveis naquelas férias de inverno. Inventou uma consulta inexistente como desculpa e também não foi no almoço que sua madrinha a convidara faziam dois meses. A madrinha só queria lhe apresentar seu novo namorado que por coincidência era amigo de um rico empresário que estava precisando de uma nova secretária com o seu perfil. No entanto, ela ficou sozinha em casa, requentou o jantar do dia anterior e deixou metade no prato. Gabi odiava purê de batatas. Dentre as várias coisas que a garota gostava de fazer sozinha, ir ao cinema talvez fosse sua favorita. Porém naquela tarde preferiu baixar um filme na internet e assistir no seu sofá. Justamente por isso nunca conheceu Adriana, que fora ao cinema aquela tarde se sentindo solitária e se sentou na poltrona ao lado da que Gabi se sentaria. Um saco de pipoca derramado, a[/justify][/font][font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][justify]lgumas risadas e uma amizade pra vida inteira.[/justify][/font][font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][justify]Foi mesmo uma pena. As duas tinham tanto em comum. Gabi não foi. Não foi ao cinema, não foi à missa, tampouco na festa de aniversário da sua tia-avó. Aquela fora uma terça-feira comum. Um dia monótono e solitário como tantos outros. Gabi deitou-se cedo se sentindo a pessoa mais infeliz do mundo, lamentando a sua pouca sorte e se perguntando o porque das coisas nunca acontecerem na sua vida. Pobre Gabi, imatura não compreendeu[/justify][/font][font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][justify]quando sua avó lhe disseuma certa vez: De que vale o tolo sonhar em ganhar na loteira se ele nunca compra um bilhete pro sorteio ?"[/justify][/font]
[justify][font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][/font][/justify][justify][font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif]Texto que pra sempre me motiva a repensar algumas atitudes, e ver que para ser um PUA é necessário ter acima de tudo força de ação.[/font][/justify]

[font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][/font]
[font=Helvetica Neue, Helvetica, Arial, sans-serif][/font]

ANÚNCIOS