Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Conte nos nessa área um pouco da sua evolução atingida com os conhecimentos adquiridos no PUABASE. Adoraremos ler a evolução de um membro da nossa irmandade.

O primeiro é fazer você refletir sobre o seu desenvolvimento e o segundo é conhecer um pouco mais a evolução dos outros membros.

Criador do tópico

Excelsior

Aprendiz

#974982
Pessoal, agora são 4:10 da manhã. Escrevi a primeira parte do relato. Amanhã quando tiver mais tempo, continuo. Espero que entendam, e não fiquem muito curiosos. (Ou fiquem, sei la kkkk).

Grande abraço!

Bom dia queridos.


Pós mais um dia agitado na minha rotina, mais alguns sarge's naturais e diversos compromissos, venho lhes contar uma das histórias mais impressionantes da minha vida. Já adianto que é longa, mas faz pensar e talvez tenha ate o poder de mudar a sua vida.


Uma das minhas diversas atribuições, teatro sempre foi uma das coisas que eu mais gostei de fazer. Em 2009 e 2010 participei de inúmeras peças e tive a oportunidade de participar da gravação (com 15 anos) de um comercial para a Globo.

Em 2011 produzi (roteiro e direção) minha primeira peça (atuando também) para uma plateia de 300 convidados. A peça era avaliada por uma bancada que daria notas de 1 à 4. (Sendo que se quisesse passar de ano, tinha tirar 4 ) O assunto era sobre "Al Capone"- o maior gangster de todos os tempos e provavelmente um PUA Natural.

Obs 1: Os que já leram meu outro relato: "5 PC's em 5 minutos" - vão lembrar que ele sempre me ajuda hahaha


Fiquei a partir dai parado nessa área. Entrei em uma fase conturbada da minha vida. Altos e baixos. Confiança lá em baixo. Realizando poucas coisas impressionantes.

Até que no final do ano passado (eu ja tinha 7/8 meses de PUA) tive um daqueles 'famosos' insights. Comecei a preparar então um novo projeto. Um curta metragem. Ate ai ok. Mais um projeto, mais uma ideia. Nada demais.

Peço a máxima atenção de vocês agora. E faço alguns questionamentos. Leia o resto do relato pensando neles, antes de chegar a uma conclusão.

Preste atenção nos sinais!!


Você acredita em coincidência?


Voce alguma vez já parou para pensar o porque de coisas boas acontecem à algumas pessoas e outras não?


O universo alguma vez já te deu sinais? E você alguma vez já reparou quando "ele" fez isso?





_____________________________________________

PARTE 1 - Cumprimentando o Destino.

O relato começa por volta das 16h quando eu saio de casa para ir à uma reunião com o dono de uma das maiores empresas de fotografia e filmes aqui da cidade onde moro para apresentar alguns projetos.

Obs: Um deles - o curta metragem.


Logo quando chego no ponto de onibus, percebo uma HB7, meio baixa, usando oculos (o que lhe dava uma caracteristica interessante) sentada em um dos lugares no banco. Sento ao lado dela, e ela me aborda:

HB: Sua mochila está aberta.

Excelsior: Sim. O ziper dela esta estragado.

HB: Ahh sim.

Nesse momento ela deu um sorriso, o que me deixou mais tranquilo para começar a interagir. Algumas perguntas basicas e um FT . **Conto à ela que estava indo para uma reunião.**

Obs 2: Não vou colocar quais foram as perguntas exatas, até porque não lembro. E não é o foco do relato)

O que importa é:

Excelsior: Você estuda? Já formou?

HB: Ja formei.

Excelsior: Pôo, que bacana. Aonde voce formou?

HB: **

Excelsior: Massa! E em que você formou?

O jogo estava esquentando. Não conseguia fugir de perguntas, porque as respostas dela eram monosilábicas. Estava procurando algo em comum. Foi ai que ela deu o ouro ao bandido.

HB: Teatro.

De fato nessa hora eu sai do "personagem". Soltei um: "NÂO É POSSIVEL!" esticando os braços para frente. Continuei: (de volta ao jogo)


Excelsior: Então, como te disse, estou indo à uma reunião. Você não vai acreditar o que eu realmente estou indo conversar.

HB: O que?

Expliquei com quem era a reunião e o motivo.

Ela ficou sem reação.

Disse que isso "talvez" era um sinal, vai que.. haha .

Peguei minha agenda de bolso e minha caneta e pedi a ela que anotasse seu numero para depois mostra-la esse projeto. - Antes que desse tempo, ela se levantou muito rapido, dizendo que seu onibus estava vindo.

HB: Meu onibus esta chegando, eu preciso ir !! Qual o seu nome? - Respondi e continuei:

Excelsior: Acho que seria mais facil voce me falar o seu... - Ela ja estava entrando no onibus quando praticamente gritou o seu nome.

Anotei no bloquinho e levantei a cabeça aos céus. - "Ok né."
______________________________________
Parte 2 - O destino de dreads.
Parte 3 Completando o elenco

ANÚNCIOS