Tópicos selecionados pela equipe do fórum.
Avatar pua

Criador do tópico

>>Psychokiller<<

Entusiasta

#715817
A VERDADE SOBRE A MASTURBAÇÃO


Introdução:

Este artigo tem como único objetivo eliminar os mitos e revelar a verdade por trás da prática da masturbação, ele não faz nenhuma apologia e nem recrimina a prática, seu corpo descritivo é totalmente imparcial.

O texto foi elaborado e escrito sobre o formato de perguntas e respostas para facilitar o entendimento do leitor, realizei uma pesquisa por textos acadêmicos e estudos científicos, citações médicas e de especialistas da área para dar uma base confiável ao texto, as fontes e referências bibliográficas foram incluídas ao final do texto, para manter a credibilidade e confiabilidade do artigo.

Psycho.


DEFINIÇÃO


O que é masturbação?

A masturbação é o ato da estimulação dos órgãos genitais, manualmente ou por meio de objetos, com o objetivo de obter prazer sexual.

O termo foi usado pela primeira vez pelo médico inglês e fundador da psicologia sexual, Dr. Havelock Ellis, em 1898. [1]


DÚVIDAS FREQUENTES


Masturbação faz mal para saúde?

“Masturbação não faz mal nenhum”, afirma o médico Fernando Almeida, professor de urologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). E isso é verdade tanto para homens quanto para mulheres. “Do ponto de vista médico, não existe qualquer problema”, afirma a ginecologista Arlete Gianfaldoni, médica assistente do Hospital das Clínicas de São Paulo. [2]

“A masturbação não causa nenhum problema à saúde, seja física ou mental, é natural e saudável em todas as idades e sexos, contanto que não seja compulsivamente ou em público” diz o Dr. Pedro Pinheiro, Médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especialista em Medicina Interna pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) [3]

Conclusão: A masturbação não provoca nenhum tipo de efeito colateral ou dano a saúde.



Masturbação diminui a libido ou o apetite sexual?

Não, muito pelo contrário. “Desejo sexual não ‘gasta’”, garante o Dr.Fernando Almeida. “Não importa quantas vezes você se masturbe, não vai haver qualquer redução na libido”, afirma o urologista. “A não ser que um rapaz se masturbe e queira ter uma relação sexual minutos depois. Daí, realmente, não vai dar. Precisa esperar um pouco”, orienta o Doutor.[2]

Pois após a ejaculação o homem tem o que se chama de Período Refratário, fenômeno este não identificado nas mulheres. É um tempo de relaxamento necessário para que ele possa reiniciar novamente a atividade sexual. [4]

Conclusão: A Masturbação não diminui a libido ou o apetite sexual, a não ser que você queira transar minutos depois de ter ejaculado, neste caso você terá que esperar alguns minutos para se recuperar e reinicia a atividade sexual novamente, mas essa perda da libido é temporária e referente ao período refratário após a ejaculação, portanto é irrelevante.



A Masturbação causa indisposição física ou mental?

O Doutor e Especialista em Medicina interna Pedro Pinheiro, afirma que a masturbação não provoca nenhum efeito colateral a saúde mental ou física, ou seja, a masturbação não pode causar indisposição física ou mental [3]


Ricardo Guerra, Mestre em ciência da fisiologia do esporte pela Liverpool John Moores University, afirma que, Essa velha teoria de que sexo ou masturbação próximas a data de uma prática esportiva afetam o desenvolvimento do esportista , teoria esta promovida e defendida principalmente por técnicos de boxe,não tem nenhuma comprovação cientifica, na verdade os últimos estudos comprovam o contrário, ao invés de diminuir os níveis de testosterona como era de se esperar, o sexo mas a masturbação aumentam os níveis de testosterona.[5]

Uma outra crença popular, defendida por muitos técnicos da velha guarda, é que o sexo causa demasiado dispêndio energético, podendo causar fatiga antes de um jogo afetando a capacidade fisiológica ou o desempenho esportivo de forma negativa, porém estudos comprovaram que o dispêndio energético em uma relação sexual é insignificante, e na masturbação é mais insignificante ainda.[5]

Como algumas pessoas então se queixão de indisposição física após praticas masturbatorias?

A resposta pode estar relacionada ao fato psicológico, ao invés do fisiológico como a maioria das pessoas acreditam.

Num Estudo de Crenças relacionadas a masturbação, realizado pela universidade Federal da Paraiba entre Alunos de uma Escola da Rede Pública de João Pessoa, foi mapeado uma lista com as crenças negativas e positivas mais comuns relacionadas a masturbação, entre as crenças negativas dos estudantes, a que mais se destacava era o fato de acreditarem que a masturbação provocava fraqueza ou indisposição.[6]

E existe um conceito muito conhecido na medicina e na psicologia chamado efeito placebo, e que claro, pode interferir também no ato masturbatório, o efeito placebo é o efeito mensurável ou observável sobre uma pessoa ou grupo, ao qual tenha sido dado um tratamento placebo. Muitos acreditam que o efeito placebo seja psicológico, devido a um efeito real causado pela crença ou por uma ilusão subjetiva. [7]


Ou seja, quando se acredita muito no efeito de algo sobre você, aquela crença pode se tornar auto-realizadora, e acabar surtindo o efeito esperado em seu corpo, então é muito provável que as pessoas que relatam se sentirem casadas e indispostas após se masturbarem, se sintam assim não por causa da masturbação em si, e sim, por causa de um efeito placebo causado por suas próprias crenças.

Lógico que logo após a masturbação, ou até mesmo depois do sexo, surja um cansaço, muito justificável pelo gasto da energia, afirma o Sexologo Daniel Denardi [8] e que é comum em qualquer pratica física seja ela qual for, e o corpo, neste caso da masturbação, se recupera naturalmente após um curto espaço de tempo.

Conclusão: a masturbação não causa nenhum efeito colateral seja de cansaço físico ou mental, o cansaço quando acontece não é fisiológico e sim de origem psicológico, causado pelo efeito placebo provocado pelas crenças negativas da própria pessoa.



A Masturbação interfere nos níveis de testosterona?

Um estudo diferenciado, conduzido recentemente, obteve resultados conclusivos sobre este assunto. Pesquisadores da Universidade de Nevada, nos Estados Unidos, mostraram que os níveis de testosterona em participantes do sexo masculino tiveram um aumento significativo após a atividade sexual ou masturbatória, ou seja, o efeito é contrário ao que se esperava.[5]

E após uma investigação, a Psychology today descobriu que a ejaculação não causa, de fato, uma importante influência significativa sobre os níveis de testosterona no sangue. [9]

Na verdade esta investigação ainda chegou a mesma conclusão que a Universidade de Nevada, os níveis de testosterona aumentam no momento da masturbação ou de uma relação sexual, e após um período de tempo voltam a níveis normais,[9] O instituto fisiológico de pesquisa, Academia Scientiarum Bohemoslovaca, também chegou ao mesmo resultado em um estudo realizado por eles, os níveis de testosterona aumentam no momento da masturbação, e após um período de tempo retornam a níveis normais. [10]

Conclusão: A masturbação não causa nenhum efeito significativo nos níveis de testosterona.



A Masturbação interfere no ganho ou na perda de Massa Muscular?

Não, como defende o Doutor e Especialista em Medicina interna Pedro Pinheiro, não há efeitos colaterais [3], portanto o ato masturbatório não causa nenhuma influência significativa no ganho ou na perda de massa muscular, afirma o Médico Urologista Dr. Ricardo de La Roca [11]

Em relação ao período da adolescência é importante saber:

“O mito de que a masturbação em excesso emagrece não é verdade, pois a repetição frequente do orgasmo não faz perder tantas calorias assim e nem debilita o organismo. O emagrecimento referido é consequência da ação dos hormônios masculinos que, na adolescência, estão a todo vapor e, por serem anabolizantes, queimam a gordura e aumenta a massa muscular.” Completa o Dr. Ricardo de La Roca[11]

Conclusão: A Masturbação não interfere significativamente no ganho e nem na perda de massa muscular.



Qual a influência da masturbação no desenvolvimento sexual e psicológico do individuo?

Salienta-se que a masturbação faz parte da evolução sexual normal dos adolescentes e as diferenças constatadas entre meninos e meninas são determinadas pelas sensações sexuais que, nos jovens, estariam concentradas em seus órgãos genitais, e, na mulher, em vários pontos do corpo, mais generalizadas (Whaley & Wong, 1985).[12]

Alguns psicólogos defendem a masturbação na adolescência como essencial para o auto conhecimento das zonas erógenas e da sua resposta sexual desde que não seja em excesso ou se torne numa obsessão. [1]

“O comportamento compulsivo, porém, é comum no ser humano e não é desencadeado pela masturbação. Existem pessoas que são compulsivas em lavar as mãos, e não é por isso que vamos considerar o ato de lavar as mãos viciantes.” Afirma o Médico Especialista Dr. Pedro Pinheiro.[3]

Nos casos onde a masturbação é praticada em excesso ou quando a sua prática provoca fortes sentimentos de culpa, pode adquirir uma dimensão patológica, com conseqüências prejudiciais para a saúde psíquica. O que acontece é que, muitas vezes, a moral religiosa – extensiva aos valores da família – atribuiu ao ato da masturbação um significado de pecado, de vergonha e de culpa.[13]


Conclusão: A masturbação é uma fase natural da evolução sexual humana e tem papel importante como um meio para conhecer melhor o próprio corpo e a resposta sexual.

Deve-se apenas evitar a prática em excesso que pode evoluir para um comportamento compulsivo, porém a masturbação não é viciante, e a compulsão quando acontece é causada pela natureza compulsória do próprio homem, e não pela masturbação em si.

Deve-se também evitar os sentimentos de culpa que podem fazer mal para a saúde psíquica, estes sentimentos geralmente são provocados por crenças negativas condicionadas socialmente, seja pela comunidade ou pela religião fazendo com que a pessoa acredite que se masturbar é errado ou que faz mal a saúde, ou seja, novamente o responsável não é a masturbação, e sim o efeito psicológico da própria pessoa.


CONCLUSÃO


Conclusões finais:

A masturbação é um comportamento natural e faz parte do ciclo de desenvolvimento sexual humano, serve ainda como meio de autoconhecimento do próprio corpo e das reações sexuais.

O ato masturbatório não interfere na saúde física e nem mental, não provoca efeitos colaterais, e nem interfere no ganho ou na perda de massa muscular, não causa influência significativa nos níveis de testosterona presentes no organismo ou no apetite sexual, e os únicos problemas que podem ocorrer , não serão de origem fisiológica, e sim, psicológica, como o sentimento de culpa, geralmente originado de crenças negativas em relação a masturbação, e que em casos extremos pode adquirir uma dimensão patológica.

Mas é claro que cabe o bom senso, já que tudo em excesso faz mal, é bom evitar a masturbação em excesso, e que neste caso pode evoluir para um comportamento compulsivo, que novamente devemos relembrar não está relacionado a prática da masturbação, e sim, ao fator psicológico do próprio individuo.


REFERÊNCIAS


Referências e fontes bibliográficas

[1] Wikipédia – Masturbação (Acessado em 21-09-2012)

[2] G1 – Globo – Noticias – Ciência – Médicos Esclarecem Tabus Sobre A Masturbação (Acessado em 21-09-2012)

[3] MASTURBAÇÃO | Mitos e benefícios (Acessado em 22-09-2012)

[4] ABC da Saúde - Ciclo da resposta sexual humana (Acessado em 23-09-2012)

[5] Jornal Estadão – Esportes - Sexo antes da partida prejudica os jogadores? (Acessado em 24-09-2012)

[6] CONCEPÇÕES DE ADOLESCENTES DE AMBOS OS SEXOS SOBRE A MASTURBAÇÃO (Um Estudo de Crenças entre Alunos de uma Escola da Rede Pública de João Pessoa) - UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - JOÃO PESSOA – PB 2001

[7] Dicionário Céptico – O Efeito Placebo (Acessado em 23-09-2012)

[8] Sexologo Daniel Denardi – O prazer solitário (Acessado em 23-092012)

[9] Psychology Today - Ejaculation: How Often for Good Health? (Acessado em 23-09-2012)

[10] Academia Scientiarum Bohemoslovaca - Circulating neuroactive C21- and C19-steroids in young men before and after ejaculation. (02/2006)

[11] Masturbação - É verdade que ela faz emagrecer? - Dr. Ricardo de La Roca (Acessado em 23-092012)

[12] Jornal de Pediatria - (Rio J) 1994;70(1):39-43

[13] O Papel da Masturbação no Desenvolvimento Sexual do Adolescente - Psicanálise e Transdisciplinaridade, Porto Alegre, n.05, Jan/Fev/Mar 2008


Compilation

By Psycho

:ae

ANÚNCIOS

Avatar pua
Tigre De Bengala

Veterano - nível 10

#715830 A masturbação não faz mal nenhum realmente isso e verdade, mas na moral, quando eu parei de me masturbar comecei a ficar mais confiante e com mais apetite sexual, abordo qualquer mulher na rua nem penso mais nas consequências.
Avatar pua
dd10 - MEMBRO EXCLUSIVO
#715834 Na verdade, agora já me acostumei a não me masturbar mais, nem faz mais falta... 15 dias

E outra, eu não acredito nesses "especialistas", se eles contassem a verdade suas clínicas esvaziariam, mesma coisa com aumento do pênis, eles falam que não tem como aumentar de jeito nenhum com exercícios (que podem ser feitos de graça, só com o uso das mãos), mas eles não falam que da pra aumentar porque se eles falassem ninguém mas pagava por cirurgia pra aumentar o pênis, consultas e outras coisas, ou seja, se eles contassem a verdade iam perder dinheiro, mas estou aqui pra comprovar que da pra aumentar sim usando apenas as mãos, sem gastar nenhum tostão, depois de ler vários e vários relatos na internet, tive coragem de começar a fazer, fiz 1 mês e meio, e cresceu 2 cm, mas por preguiça, não continuei a fazer

Masturbação é viciante sim, o orgasmo causa um grande prazer, comparado a drogas como crack, inclusive eu, que não sabia nada disso, batia umas 2 por dia, todos os dias, quando quis parar, foi muito difícil, mas aos poucos fui parando e me acostumando, parei mais por da motivação

Acredito bastante na ciência, mas em certas áreas não.
Editado pela última vez por dd10 em 24 Set 2012, 16:02, num total de 1 vezes
Avatar pua

Criador do tópico

>>Psychokiller<<

Entusiasta

#715840
Tigre De Bengala escreveu:A masturbação não faz mal nenhum realmente isso e verdade, mas na moral, quando eu parei de me masturbar comecei a ficar mais confiante e com mais apetite sexual, abordo qualquer mulher na rua nem penso mais nas consequências.

É uma escolha sua, mas provavelmente sua confiança e seu apetite sexual adquiridos não tem relação fisiológica nenhuma com o fato de não se masturbar mais, este resultado provavelmente é psicológico e desencadeado pelo efeito placebo causado por suas próprias crenças de acreditar que o fato de parar de se masturbar trará mais confiança e sexualidade.

Um abraço!
Editado pela última vez por >>Psychokiller<< em 24 Set 2012, 16:01, num total de 1 vezes
Avatar pua
Don John

PUA EXPERT

#715841 Sem palavras Psychokiller!

Valeu por esclareçer as duvidas, e os mitos que eu tinha sobre a masturbação.
Porém algo que eu discordo, mesmo com pesquisas scientificas, eu notei que fico incarente apos me masturbar.
Ou seja, quando pratico, não sinto vontade de transar, ou falar com alguma HB. Mas quando fico como 15dias sem se masturbar, eu me sinto muito mais foda, e sexual, me sinto preenchido, e as HBs perçebem isso. Apos a masturbação, me sinto meio vazio.
Isso seria crenças que ja tenho, ou seja algo psicologico ?

Abraços :ae
Avatar pua
Mtigre

PUA EXPERT

#715846 O fato de parar de se masturbar ou se masturbar de forma controlada pode alterar sim o seu desempenho sexual ou social, mas isso tudo por um unico fator: SUA MENTE!

Se tu pratica habitos de vencedor e pensa como tal, é claro que tu sera um vencedor, se masturbando ou nao.
Conclui-se que tu se sentira mal se tu quiser se sentir mal, se sentira bem se quiser se sentir bem!

[offtopic][CLARO, MASTURBAR UMA VEZ POR SEMANA OU DUAS É NORMAL, MAS NAO DEIXE ESSE HABITO VIRAR COMPULSÃO/offtopic]

abraco,
Mtigre
Avatar pua

Criador do tópico

>>Psychokiller<<

Entusiasta

#715851
dd10 escreveu:Na verdade, agora já me acostumei a não me masturbar mais, nem faz mais falta... 15 dias

E outra, eu não acredito nesses "especialistas", se eles contassem a verdade suas clínicas esvaziariam, mesma coisa com aumento do pênis, eles falam que não tem como aumentar de jeito nenhum com exercícios (que podem ser feitos de graça, só com o uso das mãos), mas eles não falam que da pra aumentar porque se eles falassem ninguém mas pagava por cirurgia pra aumentar o pênis, consultas e outras coisas, ou seja, se eles contassem a verdade iam perder dinheiro, mas estou aqui pra comprovar que da pra aumentar sim usando apenas as mãos, sem gastar nenhum tostão, depois de ler vários e vários relatos na internet, tive coragem de começar a fazer, fiz 1 mês e meio, e cresceu 2 cm, mas por preguiça, não continuei a fazer

Masturbação é viciante sim, o orgasmo causa um grande prazer, comparado a drogas como crack, inclusive eu, que não sabia nada disso, batia umas 2 por dia, todos os dias, quando quis parar, foi muito difícil, mas aos poucos fui parando e me acostumando, parei mais por da motivação

Acredito bastante na ciência, mas em certas áreas não.

Se fosse viciante você não conseguiria parar sozinho, novamente uma prova de que o ato compulsivo não é culpa da masturbação, e sim do próprio individuo.

Na verdade os médicos não dizem que o aumento peniano manual não funciona, eles dizem que é arriscado e prejudicial a saúde se não for feito da maneira adequada, porque pode ocasionar danos irreversíveis ao pênis e por isso eles não aconselham o método, e até mesmo no caso das cirurgias médicas de aumento peniano, elas só são indicadas em casos especiais, um médico sério não realiza a cirurgia simplesmente porque o paciente quer aumentar seu pênis, tem que haver outros fatores envolvidos.

Ainda assim a opção de se masturbar ou não é uma escolha sua, independentemente do que diz a ciência, não é mesmo?

Um abraço!


Don John escreveu:Sem palavras Psychokiller!

Valeu por esclareçer as duvidas, e os mitos que eu tinha sobre a masturbação.
Porém algo que eu discordo, mesmo com pesquisas scientificas, eu notei que fico incarente apos me masturbar.
Ou seja, quando pratico, não sinto vontade de transar, ou falar com alguma HB. Mas quando fico como 15dias sem se masturbar, eu me sinto muito mais foda, e sexual, me sinto preenchido, e as HBs perçebem isso. Apos a masturbação, me sinto meio vazio.
Isso seria crenças que ja tenho, ou seja algo psicologico ?

Abraços :ae

Cara, depois de se masturbar ou após uma relação sexual, é normal que você perca o desejo sexual por um intervalo de tempo, principalmente se você tiver ejaculado na relação, mas este intervalo de tempo é referente ao período refratário, tempo de relaxamento necessário para que você possa reiniciar novamente atividades sexuais, ou seja, é natural tanto no sexo quanto na masturbação ejaculatória, por ser um período temporário de perda de libído muito curto, se torna irrelevante, nos jovens este tempo geralmente dura apenas alguns minutos, em mim dura cerca de 15 a 20 minutos, tem também o desgaste calórico, mas que é pequeno e também se torna irrelevante.

Provavelmente o que mais influencia na perda do seu desejo sexual após a masturbação é o sentimento de culpa causado por crenças negativas, eu também me sentia assim por achar que se masturbar era errado, e que o certo seria gastar a energia transando, mesmo sabendo que não fazia mal, eu acabava me sentindo mal, simplesmente por causa das crenças negativas que a comunidade da sedução colocou na minha cabeça de que se masturbar era errado.

Hoje em dia eu uso a masturbação como auto-desenvolvimento sexual, aprendendo técnicas de tântra e sexo taoísta, e por ter um significado positivo na minha masturbação agora (Treinar as técnicas aprendidas nos livros de tântra e sexo taoísta) Eu já não me sinto mal mais, na verdade eu me sinto melhor após ter me masturbado por a prática agora ter um significado positivo.

E o que eu fiz, simplesmente troquei minhas crenças.

Um abraço cara!

Mtigre escreveu:O fato de parar de se masturbar ou se masturbar de forma controlada pode alterar sim o seu desempenho sexual ou social, mas isso tudo por um unico fator: SUA MENTE!

Se tu pratica habitos de vencedor e pensa como tal, é claro que tu sera um vencedor, se masturbando ou nao.
Conclui-se que tu se sentira mal se tu quiser se sentir mal, se sentira bem se quiser se sentir bem!

Off topic:
[CLARO, MASTURBAR UMA VEZ POR SEMANA OU DUAS É NORMAL, MAS NAO DEIXE ESSE HABITO VIRAR COMPULSÃO

abraco,
Mtigre

Exatamente isso cara, o fator psicológico é que é o responsável.

E com certeza, não se deve deixar o habito se tornar um comportamento compulsivo, por isso tem que haver um certo controle.

Um abraço!
Editado pela última vez por >>Psychokiller<< em 24 Set 2012, 16:22, no total de 3 vez
Avatar pua
Tigre De Bengala

Veterano - nível 10

#715852 Eu estava testando um teoria minha. Quando eu me masturbava eu tentava fazer o olhar de rasputim eu falhava não conseguia prender olhar nela, quando parei eu conseguia perfeitamente.

A confiança que eu peguei depois que parei de masturba talvez tenha alguma coisa relacionada com psicológico já que a masturbação estava me ligando com um passado beta...!
Avatar pua
Sharkx

Pickup Artist

#715855 Eu concordo .

Eu ainda me sinto mal quando me masturbo,porque pude notar que sempre que eu já esteja uns 7 a 10 dias sem sexo e sem se masturbar , toda guria que eu pego , ou rola sexo ou no mínimo eu sou extremamente sexual e deixo ela louca pra que role sexo e no fim das contas consigo pelo menos masturbar ela e ela me masturbar .




Sharkx
Avatar pua
Jack80

Pua Portugal

#715857 A confiança não pode estar relacionada com os níveis de energia? Líderes têm energia e recursos,penso eu.

Quando nós ejaculamos libertamos alguma energia e isso vai-se refletir nos treinos físicos e em outras atividades,durante o mesmo dia. No dia seguinte a energia está recuperada,é o que chamamos de "Chi".

Pergunto eu,se, com o apetite sexual através da pornografia a ser aumentado, alguma confiança e energia se pode ser isso que está a aumentar a confiança com mulheres e não os factores fisiológicos.

Que acha disso?