Relatos pessoais, artigos, textos e vídeos para motivar qualquer um.
Avatar pua

Criador do tópico

andrefurtadoo

Veterano - nível 8

#949450 Bom dia Puazada,

Estive ausente nesse último mês pois saí de férias mas venho contar um pouco da minha história recente. Tenho 20 anos, até 3 anos atrás não tinha obrigação nenhuma, não trabalhava, só tinha que aproveitar a vida. Apareceu uma HB que mudou tudo, e com ela passei 3 anos da minha vida. Foi ótimo, tivemos uma filha juntos, e como qualquer namoro sem maturidade, foi tudo lindo no início e depois as brigas desgastaram o relacionamento.

Ela me fez criar responsabilidades, passei a trabalhar, corri atrás dos meus estudos, passei a ter objetivos na vida. Isso antes mesmo de virar pai. Depois que minha filha veio ao mundo, mais responsabilidades, agora eu tinha alguém que realmente dependia de mim.

O namoro acabou em janeiro, e me veio a cabeça um monte de questões, dentre elas meu medo de ter com minha ex, a mesma relação que meus pais tiveram, e que de fato me afetaram durante toda minha vida. Além disso tinha aquele medo natural de vê-la com outro e não ter ninguém ao meu lado.

Nesse tempo muita coisa aconteceu, algumas eu detalhei aqui no fórum, mas a verdade é que até hoje não conseguimos lidar com esse término, temos que manter contato mas não sabemos como. Algumas vezes acabamos ficando, mas ela tem a vida dela e eu a minha. Entrei na academia, fui pra psicóloga, comprei roupas novas e comecei a sair bastante com meus amigos, conhecer e ficar com outras hb's, minha vida "estava" voltando ao normal.

Como eu falei no início, saí de férias nesse mês, era um tempo que precisava pra me desligar de vez da minha ex. Mas o que aconteceu foi o contrário. Desde o ínicio do ano, antes de terminar, tínhamos uma viagem marcada, e resolvemos viajar para curtir com a nossa filha e tentar ficar numa boa por ela. Todos os meus amigos e familiares foram contra, me avisaram que não daria certo, e do lado dela a mesma coisa. Mas não escutamos ninguém.

No começo da viagem, tudo perfeito, aproveitamos o local, saímos a noite pra jantar, depois na pousada KC, FC. Estava indo tudo bem até que eu estraguei tudo. Eu pensava antes da viagem que tinha superado e conseguiria separar as coisas, mas estava enganado. Invadi a privacidade dela, vi conversas que não queria ver e simplesmente SURTEI. E eu não tinha motivo pra isso, não estávamos mais juntos e eu mesmo conversava com outras hb's, mesmo assim estava ali com ela e ela comigo. A viagem que estava excelente acabou naquele momento, e ali começou o pior momento da minha vida.

Brigas, discussões, tudo na frente da nossa filha, eu já não conseguia me controlar (claro que não encostei um dedo na minha ex), a ofendi de graça, ela acabou passando mal, ligando pra família avisando que queria ir embora, contou a história e a situação foi piorando. Ainda passamos a noite pq não tinha como ir embora naquele momento, mas no dia seguinte, quando parecia ter melhorado, nova discussão, eu já não me entendia mais, peguei uma cartela de remédio para tomar inteira, e se não fosse minha ex arrombando a porta do banheiro, provavelmente eu teria tomado tudo. Sim, ela quebrou a porta do banheiro.

Naquele momento minha família e a dela já sabiam do ocorrido, ela ainda ligou pra polícia do local, como não consegui o que queria me senti envergonhado por tudo que tinha feito minha ex e minha filha passarem. Minha filha é muito nova e talvez não lembre disso, mas a mãe dela provavelmente vai levar isso pra sempre, ela chorou muito nessa viagem e disse que nunca me perdoaria, que eu não pensei em ninguém.

E é verdade, o que isso ia adiantar? Acabei com qualquer possibilidade de reaproximação, e ainda afastei a pessoa que mais amo (minha filha) de mim. Além disso, tenho vergonha da minha ex e da família dela. Passei uns dias chorando do nada, sem motivo, tremendo, com dor no peito...

Mas com a ajuda dos meus amigos(os verdadeiros, no qual pude me abrir sem ter medo), da minha família, consegui não só tirar essa ideia da cabeça, mas também perceber que o que eu fiz foi uma idiotice sem tamanho, mas que me serve como aprendizado, vai ficar marcado na minha vida pra sempre.

Procurei acompanhamento, tomo remédio para ansiedade, fiz outra viagem, voltei a sair, conheci outras hb's, uma delas inclusive me chamou bastante atenção e tenho curtido. E ninguém vale isso tudo, minha mãe e minha filha são muito mais importantes.

Na verdade eu não sei nem se aquilo ia me matar, mas eu só queria sair dali, e não pensei nas consequências. Hoje eu penso, e errar dessa forma a gente só erra uma vez.

Desde então não falo com minha ex, e só vi minha filha uma vez. Aos poucos ela volta a ir lá pra casa como sempre foi, pois não quero e nem vou deixar de ver minha filha por causa de um relacionamento que não deu certo. Ela é grudada comigo e sempre foi, mesmo com meus defeitos a alegria que minha filha sente ao me ver me contagia e isso sim dá um sentido pra minha vida. Quanto a minha ex, espero que um dia ela me perdoe pelo que fiz ela passar em outra cidade, sozinha. Sei reconhecer a importância que ela teve em minha vida e agora comecei uma nova fase da minha vida, sem ela.

Voltei de férias, vou voltar com a academia e tenho saído bastante, agora talvez um pouco menos pois estou meio enrolado com aquela HB que falei lá em cima.

Tentei resumir um pouco a história pra não ficar muito grande tornando cansativa a leitura, mas quero compartilhar com boa parte da galera aqui, e que sirva de lição pra outras pessoas não deixarem nunca chegar a esse ponto. Até eu perceber que toda essa frustração e tristeza vinha de mim, dos meus problemas de vida, da minha história, do meu medo de repetir o que aconteceu com meus pais que nunca se deram bem, das responsabilidades que passei a ter mesmo sendo muito novo... e não de uma mulher que apareceu na minha vida, pq podem e vão aparecer outras, eu não sabia como prosseguir. Agora eu sei o caminho, sei que não há mal que dure pra sempre nem bem que nunca se acabe, sei que tudo fica marcado, qualquer atitude por menor que seja, e que devemos valorizar quem nos quer por perto.

Tenho minha vida de volta, mais maduro, e mesmo novo sei o que quero pra mim. Minha vida profissional está muito boa, e isso nunca foi problema, agora sei como melhorar o meu estado emocional também.

ANÚNCIOS

busso - MEMBRO EXCLUSIVO
#949455 A conclusão que eu tiro da sua história...é que o cara realmente precisa vivenciar a merda pelo menos uma vez, não adianta avisar...é como uma criança que vc avisa pra não por a mão na chapa do fogo e ela vai la e coloca....Pq ela não sabe quanta dor vai sentir...Mesmo caso da sua historia...Eu acho que a maioria das pessoas faz uma merda dessa sem necessidade mesmo sendo a avisado...Faz parte do amadurecimento....

Sucesso na sua jornada