Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Avatar pua
Peter Peterson
#897879 Olá, amigos! Como estão?? Bem, espero que estejam vivendo dias de muito sucesso! Afinal, a vida é algo muito valioso demais para que se perca tempo com inutilidades, não? Esse, sem dúvida, vai ser um relato que vocês vão gostar muito de ler. Ficou longo, mas vai valer à pena.

Camaradas, a experiência a ser relatada ocorreu entre os meses de março e abril deste ano. Só agora pude dispor de mais tempo para fazer o relato! Todavia, eu comecei a redigir o relato ainda em março, além de muita coisa estar registrada por mensagens de facebook e whats app. Portanto, toda a informação está fresca!

Nessa época eu vivia um momento bastante complicado... Sem vida social, recém-formado, passava dias inteiros em casa, estudando para um concurso que faria em breve. Dá para imaginar o estado psicológico de estresse de um sujeito nessas condições... Em um daqueles domingos um amigo meu me ligou chamando para ir à casa dele, que fica em um condomínio aqui perto. Ele havia dito que estavam lá uns colegas nossos. Iríamos nos encontrar no apartamento dele para batermos um papo, somente cavalheiros.

Esse meu amigo é um autêntico alfa. Ele tem vários amigos e várias amigas. Vamos chamar ele de "Alfa". Era já noite... Eu estava cansado e bastante agitado depois de um dia inteiro lendo e fazendo questões. Não estava com um bom humor, mas resolvi aceitar o convite. Ele ligou por volta de 18:30 e somente cheguei lá às 20:30.

Antes de sair de casa, liguei para ele, para confirmar o numero da torre e do apartamento. Ele disse e acrescentou: "estou na área de lazer do condomínio!". Não levei o celular, por causa de risco de assaltos. Chegando ao condomínio, falei com o porteiro, identifiquei-me e ele me deixou entrar. Chegando lá, logo percebi por que razão ele estava na área de lazer. Além dos nossos dois amigos, havia ainda três mulheres e mais dois amigos dele. Éramos, no total, nove pessoas, sendo três mulheres. Uma dessas três mulheres me chamou mais a atenção. Era uma garota bonita, loira, de cabelos lisos... Branquinha, olhos castanhos cor de mel. Antes de me sentar à mesa, decidi que ela seria um potencial alvo.

Todos estavam sentados em uma mesa. Quando eu me aproximei, o meu amigo Alfa gritou para todo mundo: "chegou o meu advogado!". De fato, sou advogado... Falei com ele, apertando sua mão, e com todos... Eu não conhecia as meninas nem dois dos caras. Ele saiu me apresentando um por um. Peguei na mão de todos e sentei-me em uma cadeira que ficava, na mesa, do lado oposto ao das garotas, na frente delas.

Primeiramente, tratei logo de me sentir à vontade, com uma linguagem corporal através da qual eu ocupava o maior espaço possível (uma perna em cima da outra, braço apoiado na mesa...). De início, não conversei com as meninas. Fiquei conversando com os homens que já conhecia... Falávamos de faculdade, vida profissional, concursos... Papo de gente grande! Enquanto isso, alguns falavam de cigarros e de cervejas. Não demorou muito e eu consegui uma certa posição de destaque no set.

Social proof construído, eu já podia partir para o jogo com as meninas. O meu alvo encontrava-se quieto. Ela estava bem caladinha, um tanto distante do grupo... Comecei então a falar com ela...

Eu: - Não sei por que, mas você tem cara de que fez ou faz enfermagem!

Ela: - não não... Sou formada em administração,apesar de o meu pai me forçar a dar uma de enfermeira... Ele está doente e eu tenho cuidado dele!

Não obstante eu manter o olhar firme, olho no olho, percebi que ela não me olhava nos olhos... Eu já estava, neste momento, conversando descontraidamente com as três meninas. Observei que os homens da mesa nos observavam calados.

De todo modo, o meu papo era maior com a hb-alvo. Dava para perceber um certo desconforto na BL dela. Papo vai, papo vem, não lembro como, mas chegamos ao assunto "idade" e esse foi o clímax da interação.

Hb-alvo: - Qual a sua idade?

Eu: - Quantos anos você acha que eu tenho? Duvido você acertar...

Hb-alvo: - Não gosto de chutar...

Eu: - 22!

Hb-alvo: - Nossa! Para mim você tinha uns 28!

Outra hb presente (chamemos de hb-9): - Nada a ver... Ele não tem cara de velho!

Hb-alvo: - Não é a cara... É pelo jeito de conversar...

Eu: - Você deve ter... acho que 24 anos de idade...

Hb-alvo: - Uau... Que bom que você pensa isso!

Eu: - Nossa... Mais velha?? Acho que, somando a sua idade e a dela (apontando para uma outra hb lá, chamemos de hb-6) dá sessenta anos!

Hb-6: - Pior que dá mesmo, hb-alvo!

Hb-alvo (falando para o resto da mesa, que nos observava): - Ele foi tentando e tentando, até que conseguiu chegar aonde queria chegar!

Eu sei que ela quis dizer "chegar à idade certa dela" mas era hora de dar um up na interação. Dei a jogada que definiu o meu jogo. Falei com ela assim, com todo mundo olhando, desafiando-a:

Eu: - Chegar aonde eu queria chegar? Você acha que estou dando em cima de você??

Hb-alvo: - Nããão! Não foi isso que eu quis dizer!!

Com isso, o resto da mesa gritou: - Aaaaai!!!

Alfa: - Que cheiro de tinta é esse, meu Deus?? Pintou!

A Hb-alvo ficou muito sem graça... Conversei mais um pouco com ela e depois joguei ela para escanteio. Fiquei conversando mais com as outras meninas e com os homens... Percebi que a Hb-alvo ficava dando umas olhadas para mim de vez em quando. No final, fui embora com as meninas, que me deram carona e vieram me trazer em casa. Percebi que a Hb-alvo fez questão de sentar no banco de trás do carro, do meu lado. Despedi-me delas, dei um beijo no rosto da Hb-alvo e disse que iria adicionar as três no face. No dia seguinte eu adicionei as três. Deixei uma mensagem para a Hb-alvo:

Eu: - 26... pra mim você não tinha mais do que isso de idade ; )

Horas depois, vi que ela havia me aceitado e já tinha curtido várias das minhas fotos... Vi que ela tinha deixado uma mensagem para mim também.

Hb-alvo: - rsrsrs... Tudo bem... Eu sabia que você queria brincar, descontrair... não estava falando de chegar ao "ponto" dizendo que você estava interessado em mim... ou dando cantadas em mim. Desculpa se me expressei errado. E outra... Só dei 28 , 29 anos a você por causa da sua postura em relação ao seu tipo de conversas .... é outro nível , rapazes de 20, 21, 22 anos, a maioria tem mente de menino. Só falam de bebidas, farras, cigarro... ótima semana pra você!

Eu: - Kkkkkk você está se preocupando demais...

Ela: - Não... Mas fiquei com vergonhaa!

Eu: - Tá bom... Nada de idades. : ) Vc usa whats?

Ela: Morri de vergonha qdo vc disse "acha que estaou dando em cima de vc"! Não estava falando nada disso! Percebi que a mesa parou no tempo! Tentei disfarçar ao máximo!

Eu: - Essa é a minha forma diferente de dar em cima de meninas que julgo interessantes... Se vc passar o seu número, eu te add no whats. Até mais ; )

No dia seguinte...

Ela: - Menina interessante?? rsrsrs... Meu numero é xxxx xxxx.

Não abri face pelo resto do dia. No final do dia seguinte...

Eu: - kkkk... Como foi o dia da senhorita?

Ela estava online...

Ela: - Tranquilo... blablabla... Como foi o seu??

Eu: - Fica com vergonha se eu ligar pra você??

Não esperei ela responder... Liguei na mesma hora. Ela atendeu... Conversamos por mais de uma hora pelo celular. Falamos de tudo... Minha vida, vida dela... Tudo estava dando muito certo. Depois de um tempo conversando, eu disse que iria desligar.

Ela: - Aah... Não queria desligar agora... (mandei um beijo e desliguei). Depois de desligar, mandei uma msg por whats:

Eu: - Gostei da foto : )

Ela: - Beijo e boa noite. Dorme bem! : )

Falamo-nos de novo no dia seguinte... Mais uma vez por mais de uma hora, por celular. Novamente eu disse que ia desligar.

Ela: - Aah não...

Na manhã seguinte tinha uma mensagem dela no meu whats:

Ela: - Não sei por quê, mas estou com saudades de você!

Eu: - Não sei por quê, mas gosto de conversar com vc...

Ela: - Eu também. Os dois querem falar tudo ao mesmo tempo... Parece que o mundo vai acabar!

Falávamo-nos sempre... Em uma das ligações ela chegou a dizer que queria que eu ligasse toda noite, já que eu a havia acostumado com isso (aqui vai uma boa dica para criar conforto e fazer com que a hb se conecte a você. Procure ligar para ela toda noite, sempre no mesmo horário, entre dez e onze e meia da noite). Nessa mesma ligação, quando disse que iria desligar para ir jantar, ela me soltou essa:

Ela: - Não desliga não! Vai comer, mas deixa ligado... Fico ouvindo você comer!

Quando não conversávamos por celular, conversávamos pelo face. Quando eu não ligava, ela dizia que esperava eu ligar. Eis aqui os pontos julgo indispensáveis de serem relatados:

Eu: - Gostaria de ver você hoje... Uma passeada pela praia cairia bem!

Ela: - Liga para o Alfa, combina com ele... Pede para ele te buscar, ele me pega aqui e a gente se encontra para fazer um lanche e bater um papo.

Eu: - Nada disso. Se não for só com você, não vou para lugar algum. Fico sem te ver então!

Ela: - Como??

Eu: - Estamos nos conhecendo aos poucos e isso é uma coisa que nao precisa envolver ninguém. É uma coisa só nossa. Caso vc não concorde, eu ligo para ele, digo que você quer sair, ele vai na sua casa te buscar e vocês lancham no Mc Donalds. Simples. Resolvido!

Aqui vai uma grande lição, camaradas: você faz o seu jogo, você dita as regras. Se você não gostar do rumo que a interação vier a tomar, deixe isso claro! Homem confiante é aquele que não tem medo de perder por capricho de ninguém, muito menos da própria hb!

Ela: - Eu dei essa sugestão porque você está sem carro e, outra, você já saberia onde fica a minha casa! Estou gostando de você, mas eu não me sentiria à vontade sozinha com você... Você é muito direto em tudo!

Eu: - kkkk eu sei respeitar os limites. Não se preocupe. Só sou uma pessoa pragmática. A vida é muito curta para ficarmos inventando desculpa para tudo, você não acha? Quero que vc se sinta à vontade comigo e isso só vai ser possível se a gente puder ter um momento só nosso.

Ela: - Verdade... vamos deixar essa discussão pra lá. Combinamos um encontro depois!

Pois é companheiros... Até o nosso day 2, ela me bombardeou de IDI's nas interações que se seguiam. Uns são bastante interessantes:

Ela: - Queria que você estivesse aqui comigo agora!

Ela: - Ai ai... Não posso me apaixonar...

Eu: - Apaixonar?? Nossa vc é muito direta! Tô sem jeito... Só saio com vc se o Alfa for agora!

Ela: - Vou começar a bater em você, seu chato! Você é muito espertinho, cheio de armadilhas! Não tem só 22 anos nem aqui nem na China! Quero ver você domingo...

Eu: - Só se for somente eu e você. Se não for assim, não tem papo!

Ela: - Chantagem emocional não vale, mocinho! Tenho medo...

Eu: - Do que você tem medo?

AS SEGUINTES PALAVRAS FORAM PROFERIDAS PELA HB-ALVO. LEIAM COM ATENÇÃO. FOI POR CAUSA DESSAS PALAVRAS QUE DEI O NOME QUE DEI A ESSE RELATO!

Ela: - Das suas palavras! Dificilmente eu me encanto por alguém. Com você foi diferente. Gostei de você de cara! Sofri um certo impacto não quando te vi, mas depois que vc dirigiu a palavra a mim... Isso me encanta em um homem... Não é a aparência mas sim a forma como são usadas as palavras. Você tem personalidade forte, atitude! Nossa... Sinto até tesão quando ouço sua voz... kkkk... Você me tira do sério! Não quero me apaixonar... Sei que estás somente de passagem por aqui e vai embora depois! Como vou poder ser a sua prioridade?

Eu: - Sabe do que eu tenho medo?

Ela: - Você não tem medo de nada. Você só tem medo do medo...

Eu: - Tenho sim. Tenho medo de perder oportunidades únicas. Tenho medo de ficar depois deitado na minha cama, olhando para o teto, perguntando-me "e se?".

Quando eu conheci essa hb, eu tinha uma namorada que morava em outra cidade. Na verdade, essa "namorada" foi uma hb que closei (não tive tempo de relatar para vocês) no carnaval. Levei ela para minha casa e lá dei um belo FC nela. Depois disso ela praticamente se apaixonou... Todo dia ela ligava, mandava mensagem... Inevitavelmente eu acabei falando dela algumas vezes para a Hb-alvo, até para gerar mais tensão sexual ainda, com pré-seleção.

Ela: - Já está falando da ex de novo??

Eu: - Iiihhh... Já vem você com os seu ciúmes!

Depois de muita lorota, tentei marcar o day 2. Eu queria que a gente se encontrasse em algum lugar, claro, mas a danada colocou na cabeça que queria vir aqui à minha casa, apesar de eu ter insistido no contrário! Eu não queria que ela viesse aqui. Na verdade, não é minha casa. É a casa do meu avô, em Natal (moro em Recife. É uma situação complicada o porquê de eu vir parar aqui. Não vale a pena falar sobre isso agora). Certas pessoas da minha família são um tanto invasivas e eu gosto de manter minha vida PUA longe da vida familiar. Não teve jeito... A garota ligou dizendo que vinha e veio.

Quando ela chegou, conversamos um bocado na varanda. Investi bastante no kino, passando a mão na nuca dela, nas mãos, braços... Estava tudo dando certo. Aliás, eu já podia dar um baita close naquele momento, mas minha família estava ali perto. Está aí uma situação que eu jamais previ ocorrer: um day 2 na minha própria casa, com a minha família observando!! Isso me deixou desconsertado... Eu não estava me sentindo à vontade mas...

Fomos para o lado de fora, escoramo-nos no carro dela e demos altos amassos!!! Kc, Kc, kc... Pegada em tudo que é canto!!!

Em um certo momento minha tia apareceu e, pronto, aconteceu o que eu mais temia...

Tia: - Se o meu sobrinho não me apresenta, eu mesmo me apresento! Prazer! Sua a tia dele! Essa é a sua namorada de Recife, "Peter Peterson"??

Eu: - Nããããããooooo!!! Já terminei com ela!! Essa é outra que eu conheci aqui! Ela é amiga do Alfa!! (Não tinha terminado nada).

Hb-alvo: - Nossa!!

A hb-alvo ficou morta de vergonha e, depois que minha tia saiu, ela literalmente chorou no meu ombro... Disse que homem era tudo igual e blabla... Insisti dizendo que não tinha mais nada com a outra e tal, mas não deu jeito. Ela foi embora.

Depois disso ela ficou fazendo umas pirraças durante semanas e tal, mas, quando eu tentava chegar nela de volta, ela se esquivava. Bem, acabei deixando para lá. Afinal, eu tinha um concurso para fazer. Tinha que estudar!

Vocês devem estar pensando: "putz, esse cara me fez ler até aqui para chegar com esse final??".

O bom final foi que eu passei no concurso, chapas!!! Realizei o meu sonho!! Finalmente serei independente!! A trouxa da hb-alvo que perdeu... kkkkkkk...

Foi difícil, mas consegui! Seja lá o que vocês almejarem conseguir nessa vida, lutem bastante por seus objetivos. Vai ser difícil, mas vocês vão chegar lá se persistirem. Cheguei a me desanimar e a pensar que jamais conseguiria...

Bom, amigos... Um forte abraço a todos!!
Se tiverem gostado, deem aquele FEED!!
Avatar pua
Sancutt
#897916 Fala brother,

Nossa que historia...

Senti na pele o que vc passou... E do final nada aproveitável com essa mina

Mandou ok no direto, mas acho q faltou um pouco de tino social/ambiente... Numa festa em que todos observam, sendo que tenha acabado de conhecer a mina, foi muita atitude

Afinal os participantes do lounge estavam observando suas ações claramente
Não sei se foi uma falta de humildade, mas eu não vejo muita oportunidade nisso, visto que a garota pode sim ficar constrangida com tanto julgamento

POREM, voce manejou bem a jogada... Trouxe pro text game, e fez uma coisa que comigo nao funciona que é passar um tempo maior do que 5-8 minutos com ela no telefone, é incongruente com o meu tipo de jogo... Mas ela foi se apaixonando perdidamente e tava na tua mão

Achei bem negativo o final, nao sei se havia outra hipotese pra nao expo-la ao fazer um d2... Talvez podia deixar pra outro cenário melhor
Afinal vc ja tava começando a ter controle total da coisa, podia sim chamar pra qualquer lugar, era questão de tempo e pressão sua, o que surpreende pois sabe fazer

No mais, desejo os parabéns, e que conquiste a autonomia financeira o quanto antes :)
abs
Avatar pua
koreancb
#897927 que tia filha da.... Fodaa, mas é isso ae, sucesso na emprego que o resto é consequencia!
Avatar pua
Bio94
#897946 Man parabéns pela suas duas conquistas, e é esse tipo de relato que inspira muitos!

Valew pela frase no final do tópico!!! Abraço man :D
SinXVuckovic
#897962 Porra nego, excelente.

Sei bem como é essa situação aí do final...

E sobre o jogo, foda demais, absorvendo aqui.
halperpua
#897975 O melhor final que poderia acontecer hahahah!
Parabéns cara, tô num barco parecido, estudando tb, deu até mais animo e confiança e :ae
Avatar pua
-jean-
#897997 Por mais que o texto seja grande ,eu sinceramente gostei texto ainda por cima eu imaginei os detalhes a casa até a hora que sua tia apareceu e acabou com tudo eu imaginei isso realmente belíssimo texto tu escreve muito bem

Sucesso Brother.. : :ae
Avatar pua
Peter Peterson
#898015 Obrigado pelas palavras, companheiros! Sucesso a todos!
Avatar pua
Julio Cezar
#898018 Belo relato meu caro.
Seu amigo foi importante e muito para criação de um alto valor e social proof.
Você nem precisou demonstrar valor nenhum através de sua conversa
pois o mesmo já fez isso por você.
Quando as outras pessoas falam bem de nós para as outras , automaticamente
você corta ali boa parte do seu jogo, o que economiza tempo e papo furado.
Julio.
Sheike
#898019 Puta história. Muita coisa que aconteceu contigo e eu não usaria no meu jogo (não ter isolado, d2 em casa, longas ligações) você conseguiu executar com maestria. Parabéns.

Um ponto que talvez possa lhe interessar: a hb antes mesmo de um day2 já comentava sobre sentir saudades, querer te ouvir no telefone enquanto tu jantava. Isso é bom, sinal que estamos fazendo um jogo foda com ela, mas serve também como um alerta. Um relacionamento nesse sentido pode ser muito desgastante.

O final é um pouco infeliz mesmo, talvez ela estivesse testando a sua persistência para com ela, uma vez que ela pensava na existência da outra garota. E talvez não esteja perdido, basta tu manter a postura alfa como tem feito. Isso pode te render belos FC's.

Parabéns pela aprovação. Abraço