Artigos e Técnicas com base em PNL ou Hipnose.
Não necessariamente voltada a sedução
Avatar pua

Criador do tópico

>>Psychokiller<<

Entusiasta

#692638
IndiceTópicos anteriores
00 - Padrões de linguagem e a utilização de scripts
01 - Padrões de linguagem e a utilização de truísmos
02 - Padrões de linguagem e o uso de transições
03 - Padrões de linguagem e o uso de comandos verbais
04 - Padrões de linguagem espelhando e conduzindo
05 - Padrões de linguagem e o uso de comandos embutidos


Imagem



06 – Padrões de linguagem e a utilização da Justaposição


Fuentes escreveu:Você pode fazer a experiência do ouvinte muito, muito mais rica declarando explicitamente o que ver e/ou o que ouvir e/ou o que sentir. Quando você fizer isso, a sua ouvinte, ao invés de precisar interpretar a sua linguagem com o seu intelecto, irá responder com a sua imaginação, e assim com o seu corpo e suas emoções. Uma imaginação abundante pode levá-la a um transe e guiá-la até um mundo de fantasia. [J.D Fuentes, 2005, p. 20]



JUSTAPOSIÇÃO



Justaposição ou sistemas representacionais sobrepostos é um padrão de linguagem que assim como o truísmo sensorial, também explora a experiência sensorial da pessoa, porém a justaposição é um pouco diferente, ou talvez dizendo de outra maneira, seja um pouco mais refinada e complexa, por isso antes eu aconselho que seja lido algum artigo elucidador sobre o que seja e como funcionam Os Sistemas Representacionais e suas Submodalidades,e após a leitura deste artigo a de se esperar que você tenha alcançado uma mínima noção do que são e como funcionam, e desta maneira ficara mais fácil entender a técnica da justaposição.


A Justaposição como foi dito acima explora a experiência sensorial da pessoa, através de afirmações de bases sensoriais e que possam ser prontamente verificáveis, na justaposição estas afirmações tem como característica o fato de explorar o máximo de canais sensoriais, passando por exemplo pelo visual, o auditivo e o cinestésico e encontrando um ponto de sobreposição entre eles a medida que se desloca entre um e outro, ou seja, enquanto explora a experiência sensorial deve se encontrar um ponto em comum entre os sistemas representacionais utilizados onde os dois possam funcionar simultaneamente, e um se sobrepõem ao outro, darei um exemplo simples logo abaixo.


“E ao se imaginar em uma praia você pode olhar para o céu e ver as nuvens se deslocando lentamente, e você pode baixar o teu olhar enquanto aprecia algumas palmeiras, e nota que suas folhas se balançam a medida que tu sentes um leve vento passando pelo teu corpo.”


Eu comecei explorando a experiência sensorial visual da pessoa, falando sobre coisas que teriam que existir em uma experiência na praia, como olhar para o céu e poder ver as nuvens se mexendo, o que sugere vento, e este é o primeiro ponto de sobreposição, entre o sistema visual e o sistema cinestésico, e logo depois eu sugiro que ela baixe o olhar em direção a algumas palmeiras, onde pode notar suas folhas se balançando o que novamente sugere vento e que naturalmente fortalece a sobreposição, e se ela pode ver as nuvens se deslocando no céu e as folhas das palmeiras se balançando logo ela poderá sentir a sensação do vento passando pelo teu corpo.


E isso é justaposição, ou sobreposição, e veja o que fiz, enquanto eu utilizava o sistema visual da pessoa e fazia estas afirmações de base estritamente visual, eu mais a frente encontrei um ponto de sobreposição entre dois sistemas representacionais distintos, o visual a qual eu esta utilizando e o cinestésico, a qual eu veria a utilizar logo em seguida, pode ser interessante você começar a indução fazendo afirmações iniciais sobre o sistema representacional dominante da pessoa, se ela é orientada visualmente (Sistema representacional dominante é o visual) você começa fazendo afirmações de elementos visuais, dos quais ela provavelmente tem mais facilidade de imaginar, e aos poucos vai adicionando elementos cinestésicos e auditivos através da sobreposição a fim de dar a ela uma experiência sensorial completa, a maneira mais fácil de saber qual o sistema dominante da pessoa é através das palavras que ela usa durante a conversação, uma pessoa visual usará muito palavras relacionadas a termos visuais.


Neste exemplo que citei acima eu comecei usando termos visuais, fingimos então que eu descobri que a garota e orientada visualmente e por isso comecei pelo visual e através da sobreposição eu adicionei o sistema cinestésico na experiência, e poderia ter também explorado o sistema auditivo, tornando a experiência ainda mais completa, como por exemplo:


“E as folhas de palmeira se balançam enquanto ‘tu ouves o som do vento e os ruídos que ele provoca envolta de ti’, a medida que uma leve brisa toca gentilmente teu rosto (Acaricie o rosto dela com as costas de seus dedos). . .”


Assim eu teria usado os 3 principais sistemas representacionais, o visual, o auditivo e o cinestésico, proporcionando desta maneira uma experiência praticamente completa a nível sensorial, o que naturalmente provocaria um impacto diferente na pessoa possivelmente alterando lhe o estado de consciência.


“. . . E enquanto esta leve brisa toca teu rosto, tu podes olhar para baixo e ver seus pés sobre a areia conforme pode sentir a sensação gostosa dela por entre seus dedos e ao redor de seus pés, e a medida que tu toma consciência desta sensação gostosa do contato de seus pés com a areia, pode também, sentir a temperatura da areia naquele momento. . .”


Se você pode ver teus pés sobre a areia é natural que possa sentir a sensação do contato dela ao tocar teus pés, e se pode senti-la em teus pés é evidente que possa tomar consciência da temperatura dela naquele momento. O fato de ver seus pés sobre a areia é mais um ponto de justaposição entre o sistema representacional visual (Ver seus pés sobre a areia) e o cinestésico (Enquanto pode sentir a sensação gostosa dela por entre seus dedos).


Então Justaposição é basicamente isso, é explorar o máximo de canais sensoriais da pessoa, através de afirmações de bases sensoriais, enquanto desloca-se entre um sistema representacional e outro através de pontos de sobreposição, onde um canal ou sistema representacional naturalmente se sobrepõe ao outro através de uma ligação lógica dentro da experiência, como no fato de poder ver seus pés sobre a areia (Visual) estar diretamente ligado ao fato de poder sentir a areia por entre seus pés (Cinestésico). E o objetivo disso tudo é facilitar o ato de proporcionar uma experiência completa a nível sensorial a fim de tornar a experiência mais intensa e emocionante alterando desta maneira o estado de consciência da pessoa.


Está é minha definição sobre o conceito de Justaposição utilizado na PNL como um Padrão de linguagem, e espero que vocês tenham entendido.


Agora imagine como isso pode potencializar os teus resultados, e não digo só na sedução, e sim na sua comunicação como um todo, está técnica evidentemente complementa o truísmo sensorial ensinado no segundo tópico da série.


abaixo eu terminarei o script utilizado durante o texto de maneira que todas as técnicas ensinadas até agora sejam impressas dentro dele.

“. . . E enquanto sente a areia em teus pés e olha para o mar, e vê aquelas ondas todas, uma atrás da outra, vindo em direção a praia e se quebrando na costa, tu pode notar como elas borrifam gotículas de água quando se quebram, e aquele vento que desloca as nuvens no ceu enquanto balança as folhas da palmeira, toca teu rosto, trazendo do mar esta gostosa brisa, e você pode sentir a umidade do ar, e pode perceber que (Mudança na entonação vocal, utilize uma voz mais cadenciada [Ancoragem], passe também a respirar na mesma velocidade que ela, [Espelhamento]). . . esta sensação. . é. . . MUITO GOSTOSA.

. . . e a medida que o DELICIOSO som de minha voz ecoa por teus ouvidos. . . e VOCÊ PODE SENTIR a SENSAÇÃO GOSTOSA que isso provoca. . . conforme sua experiência se desenrola de FORMA INTENSA em tua imaginação. . . uma sensação de bem estar. . . e rejuvenescimento começa a se formar dentro de ti. . . na mesma intensidade em que minha voz TE PENETRA POR DENTRO. . . te acompanhando por toda a experiência. . . e se tornando na voz de quem VOCÊ GOSTA, e no som do vento e das ondas do mar. . . e algumas pessoas sabem. . . QUE A PAIXÃO, as vezes começa assim, e a única coisa que você precisa se lembrar, é de aproveitar o momento, com quem TÁ DO TEU LADO. . . e SE ENTREGAR desta maneira. . . pode ser muito PRAZEROSO.

. . .e enquanto você vai tomando consciência desta sensação de PRAZER. . . tu vai voltando a este momento AQUI COMIGO. . . na mesma velocidade em que minha voz. . . se modifica de maneira progressiva (comece retornando aos poucos a sua entonação vocal natural). . . e quando você se sentir bem, poderá abrir os olhos, se sentindo extremamente satisfeita, e com aquela PAIXÃO dentro de ti, e aquela VONTADE de aproveitar o momento e de se entregar por completa. . . aqui. . .pra mim”



No Script acima, criado agora, diga-se de passagem, eu utilizeis os padrões clássicos da pnl para induções simples, como truísmo sensorial, transições, sistemas representacionais sobrepostos (Justaposição), comandos verbais, comandos embutidos [AS PALAVRAS EM CAIXA ALTA], espelhamento [As reticencias (. . .) significam que eu estava falando pausadamente e lentamente na mesma velocidade e que ela insspirava. . . . e expirava] além disso eu mudei meu tom de voz deixando a voz cadenciada, mais grave e sedutora digamos assim, e está última técnica funcionou como uma ancoragem (pois sempre que eu voltasse a utilizar aquela mesma voz cadenciada e sedutora, isso faria com que a garota retornasse e revivesse aquele s mesmos estados interno de prazeres que ela sentia na primeira vez em que me ouviu usando aquela voz) e este é o golpe de misericórdia presente neste script, a ancoragem através da voz sedutora.



O Badboy faz algo muito semelhante a isso quando a garota começa a falar de mais ou racionalizar e inventar desculpas para não ir com ele pro carro, pra cama ou etc, ele a beija, ele diz, simplesmente a pegue pelo braço e a beije, a beije como a beijava na boate, e ele diz que quando faz isso, a garota se cala imediatamente, e simplesmente o segue para onde ele for, parece mágica, mas na verdade é o poder da ancoragem, é verdade, isso também é ancoragem, pois o beijo que ele dá é considerado uma ancora porque está associado aquelas sensações e sentimentos que ela sentia quando era beijada la na balada por ele, e por isso ela reage tão bem ao beijo que ele usa para quebrar estas Resistências de ultimo minuto ou chateações inconvenientes, pois quando ele a beija, ela recorda e revive aqueles velhos e bons sentimentos dos beijos anteriores e por isso o seu lado lógico e racional responsáveis pela resistência são anulados imediatamente, e entra em ação a mente inconsciente e instintiva da garota.


Leia mais sobre o padrão linguistico conhecido como "Ancoragem" nestes artigos abaixo:

Abraços

Psycho

ANÚNCIOS

Avatar pua
femelo

Veterano - nível 9

#700636 Boaaaaaaa!

To acompanhando a série e stou gostando muito. Provavelmente vou imprimir tudo e ler de novo...
Valeu, continue com seus topicos, que para mim, está asendo muito util
LecoQ. - MEMBRO EXCLUSIVO
#721148 Belíssima explicação!
Estou muito feliz por você, psycho, se manter
tão motivado mesmo com outros membros estarem abandonando esta área.
Área tão importante para nós e até pra você, que obviamente, aprende mais quando
nos ensina ^^
obrigado por tudo e continue assim.
Avatar pua
ModeONE

Veterano - nível 10

#846457 @“. . . E enquanto sente a areia em teus pés e olha para o mar, e vê aquelas ondas todas, uma atrás da outra, vindo em direção a praia e se quebrando na costa, tu pode notar como elas borrifam gotículas de água quando se quebram, e aquele vento que desloca as nuvens no ceu enquanto balança as folhas da palmeira, toca teu rosto, trazendo do mar esta gostosa brisa, e você pode sentir a umidade do ar, e pode perceber que (Mudança na entonação vocal, utilize uma voz mais cadenciada [Ancoragem], passe também a respirar na mesma velocidade que ela, [Espelhamento]). . . esta sensação. . é. . . MUITO GOSTOSA.

. . . e a medida que o DELICIOSO som de minha voz ecoa por teus ouvidos. . . e VOCÊ PODE SENTIR a SENSAÇÃO GOSTOSA que isso provoca. . . conforme sua experiência se desenrola de FORMA INTENSA em tua imaginação. . . uma sensação de bem estar. . . e rejuvenescimento começa a se formar dentro de ti. . . na mesma intensidade em que minha voz TE PENETRA POR DENTRO. . . te acompanhando por toda a experiência. . . e se tornando na voz de quem VOCÊ GOSTA, e no som do vento e das ondas do mar. . . e algumas pessoas sabem. . . QUE A PAIXÃO, as vezes começa assim, e a única coisa que você precisa se lembrar, é de aproveitar o momento, com quem TÁ DO TEU LADO. . . e SE ENTREGAR desta maneira. . . pode ser muito PRAZEROSO.

. . .e enquanto você vai tomando consciência desta sensação de PRAZER. . . tu vai voltando a este momento AQUI COMIGO. . . na mesma velocidade em que minha voz. . . se modifica de maneira progressiva (comece retornando aos poucos a sua entonação vocal natural). . . e quando você se sentir bem, poderá abrir os olhos, se sentindo extremamente satisfeita, e com aquela PAIXÃO dentro de ti, e aquela VONTADE de aproveitar o momento e de se entregar por completa. . . aqui. . .pra mim”



No Script acima, criado agora, diga-se de passagem, eu utilizeis os padrões clássicos da pnl para induções simples, como truísmo sensorial, transições, sistemas representacionais sobrepostos (Justaposição), comandos verbais, comandos embutidos [AS PALAVRAS EM CAIXA ALTA], espelhamento [As reticencias (. . .) significam que eu estava falando pausadamente e lentamente na mesma velocidade e que ela insspirava. . . . e expirava] além disso eu mudei meu tom de voz deixando a voz cadenciada, mais grave e sedutora digamos assim, e está última técnica funcionou como uma ancoragem (pois sempre que eu voltasse a utilizar aquela mesma voz cadenciada e sedutora, isso faria com que a garota retornasse e revivesse aquele s mesmos estados interno de prazeres que ela sentia na primeira vez em que me ouviu usando aquela voz) e este é o golpe de misericórdia presente neste script, a ancoragem através da voz sedutora.




Fala Pscyho, queria deixar claro que entendi muito bem o tópico e o que você quis passar, também que, os comandos verbais e os comandos embutidos estão em CAIXA ALTA, oque me deixa em dúvida seria saber quais deles são os Verbais e quais deles são os Embutidos. Vejo que em seus tópicos você especifica muito bem isso, mas vejo que está omitido no exemplo que dei acima, assim como no tópico 05-padroes-de-linguagem-e-o-uso-do-comando-embutido, ou como estou em dúvida pode até ser falta de atenção da minha parte, mas vejo que você nos "[font=Verdana, Helvetica, Arial, sans-serif][highlight=#ffffff]Script de exemplo com todos os padrões de linguagem ensinados até agora"[/highlight][/font] do tópico 05-padroes-de-linguagem-e-o-uso-do-comando-embutido você também não tinha dito quais deles eram o Verbal e o Embutido.
Eu fiquei bem confuso nessa parte, parece que ano passado eu tinha te perguntado sobre isso, mas não me lembro direito se sim ou não, então deixo aqui minha pergunta mais formalizada novamente, quais deles que estão em CAIXA ALTA no exemplo que eu citei acima são os Embutidos e quais são os verbais ?


É Isso ae man, Abração! Imagem
Avatar pua

Criador do tópico

>>Psychokiller<<

Entusiasta

#846880 Mode ONE, os comandos embutidos são todos aqueles que estão em CAIXA ALTA, e os comandos verbais são todos aqueles feitos por meio de sugestões ou comandos ditos ou falados, e por isso se chamam comandos verbais, como exemplos, ". . .e quando você se sentir bem, poderá abrir os olhos, se sentindo extremamente satisfeita, e com aquela PAIXÃO dentro de ti, e aquela VONTADE de aproveitar o momento e de se entregar por completa. . . aqui. . .pra mim".

As palavras em CAIXA ALTA são os comandos embutidos, os comandos embutidos podem estar juntos a comandos verbais, os comandos verbais são todas aquelas ordens e sugestões para que ela se sinta bem, abra os olhos, se sinta satisfeita e com vontade de aproveitar o momento, se entregar e etc. Eu estou por meio de palavras (Por isso comando verbal), sugerindo ou ordenando a ela que sinta ou faça estas coisas.

Por tanto, toda vez em um script, onde tu ler uma ordem ou sugestão como as de cima, seria estas um comando verbal, e sempre que você ler algum script com palavras marcadas, seja com o itálico, CAIXA ALTA, "aspas" e etc, seria este um comando embutido ou uma assinalação de análogo.

Abraços!
Avatar pua
ModeONE

Veterano - nível 10

#847004
>>Psychokiller<< escreveu:Mode ONE, os comandos embutidos são todos aqueles que estão em CAIXA ALTA, e os comandos verbais são todos aqueles feitos por meio de sugestões ou comandos ditos ou falados, e por isso se chamam comandos verbais, como exemplos, ". . .e quando você se sentir bem, poderá abrir os olhos, se sentindo extremamente satisfeita, e com aquela PAIXÃO dentro de ti, e aquela VONTADE de aproveitar o momento e de se entregar por completa. . . aqui. . .pra mim".

As palavras em CAIXA ALTA são os comandos embutidos, os comandos embutidos podem estar juntos a comandos verbais, os comandos verbais são todas aquelas ordens e sugestões para que ela se sinta bem, abra os olhos, se sinta satisfeita e com vontade de aproveitar o momento, se entregar e etc. Eu estou por meio de palavras (Por isso comando verbal), sugerindo ou ordenando a ela que sinta ou faça estas coisas.

Por tanto, toda vez em um script, onde tu ler uma ordem ou sugestão como as de cima, seria estas um comando verbal, e sempre que você ler algum script com palavras marcadas, seja com o itálico, CAIXA ALTA, "aspas" e etc, seria este um comando embutido ou uma assinalação de análogo.

Abraços!



Valeu Pscyho, agora ficou mais detalhado.

Brigadão irmão, está me ajudando muito. Imagem

Mas "Poderá abrir os olhos" não seria um truísmo ?